Home / Arte / Museu de Arte Sacra de São Paulo exibe fotos de Arte Tumular
“Imagens de uma saudade”, dos fotógrafos Luciana Fátima e Arlindo Gonçalves.

Museu de Arte Sacra de São Paulo exibe fotos de Arte Tumular

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, exibe “Imagens de uma saudade”, dos fotógrafos Luciana Fátima e Arlindo Gonçalves e curadoria de Vanessa Bortulucci. Nas 21 imagens que compõe a mostra, estão expostas uma das várias tentativas do homem em preservar a memória dos que se foram: “A saudade não possui nenhuma relação com o vazio. Ao contrário, ela é um espaço cheio de memória, que pulsa e se transforma o tempo todo”, define a curadora.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Esse segmento cultural criativo constitui um campo pouco estudado e pouco valorizado, mas já com vários artistas especializados, ao redor do mundo, em seu registro como patrimônio a ser preservado por seu valor tanto artístico como histórico. O conjunto de fotografias, em preto e branco, exibe expressivos recortes; as imagens selecionadas retratam com a necessária delicadeza, a força dos materiais utilizados. “…pedras que são carne, tecido, asas, som, sopro, sonho e imaginação” diz Vanessa Bortulucci.

A Arte Tumular constitui uma representação criativa que busca oferecer uma reinterpretação ao contraste entre a vida e a morte. Na elaboração das estatuas, seus códigos visuais são compostos por conjuntos de símbolos ou obras narrativas elaboradas com os mais diversos materiais como mármore, granito, ferro e bronze. Esses trabalhos começam a ser vistos como obras de arte, uma vez que essas obras possuem um forte viés artístico, cultural e museológico.

A sensibilidade do escultor é fator indispensável na tentativa de transmitir afeto através da obra cravada na pedra. “Em cada escultura, há a homenagem dos vivos para os vivos – pois somente a eles é reservada a tarefa, doce e terrível, de lembrar”, declara a curadora.

“Como pode ser bela a representação de uma dor? Pode, por ser ela um último preito a alguém que foi amado”.

José Carlos Marçal de Barros

Exposição: “Imagens de uma saudade
Artistas: Luciana Fatima e Arlindo Gonçalves
Curadoria: Vanessa Bortulucci
Abertura: 28 de setembro de 2019, sábado, às 11h
Período: 29 de setembro a 02 de novembro de 2019
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo – www.museuartesacra.org.br
Sala MAS/Metrô Tiradentes – Estação Tiradentes do Metrô – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3326-5393 – agendamento/educativo para visitas guiadas
Horários: Terça-feira a domingo, das 9 às 17h
Ingresso: Grátis aos usuários do Metrô
Número de obras: 21
Técnica: fotografias
Dimensões: Variadas

.

Imprensa:

Museu de Arte Sacra de São Paulo
Silvia Balady –
silvia@balady.com.br / Zeca Florentino – zeca@balady.com.br
Tel.: (11) 3814-3382

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – Assessoria de imprensa
Stephanie Gomes | (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

O museu

O Museu de Arte Sacra de São Paulo, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, é uma das mais importantes do gênero no país. É fruto de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, em 28 de outubro de 1969, e sua instalação data de 28 de junho de 1970. Desde então, o Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar ala do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz, na avenida Tiradentes, centro da capital paulista. A edificação é um dos mais importantes monumentos da arquitetura colonial paulista, construído em taipa de pilão, raro exemplar remanescente na cidade, última chácara conventual da cidade. Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1943, e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo, em 1979. Tem grande parte de seu acervo também tombado pelo IPHAN, desde 1969, cujo inestimável patrimônio compreende relíquias das histórias do Brasil e mundial. O Museu de Arte Sacra de São Paulo detém uma vasta coleção de obras criadas entre os séculos 16 e 20, contando com exemplares raros e significativos. São mais de 18 mil itens no acervo. O museu possui obras de nomes reconhecidos, como Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Antônio Francisco de Lisboa, o “Aleijadinho” e Benedito Calixto de Jesus. Destacam-se também as coleções de presépios, prataria e ourivesaria, lampadários, mobiliário, retábulos, altares, vestimentas, livros litúrgicos e numismática.

MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO – MAS/SP
Presidente do Conselho de Administração – José Roberto Marcelino

Diretor Executivo – José Carlos Marçal de Barros
Diretor de Planejamento e Gestão – Luiz Henrique Marcon Neves
Diretora Técnica – Maria Inês Lopes Coutinho

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*