Home / Arte / O que é design de interiores, e como fazer em sua casa?
Foto: Fundo foto criado por freepik - br.freepik.com
Foto: Fundo foto criado por freepik - br.freepik.com

O que é design de interiores, e como fazer em sua casa?

A procura pelo design de interiores tem crescido nos últimos anos, principalmente para quem deseja reformar e redecorar a casa.

No entanto, a área vai além da simples decoração dos ambientes, com atuação no planejamento, idealização e realização de projetos completos de casas, apartamentos e estabelecimentos comerciais.

Em períodos de isolamento social obrigatório, por conta da pandemia da Covid-19, a permanência nos lares fez com que várias pessoas se interessassem pelo design de interiores, com a intenção de proporcionar melhorias no espaço para aumentar a qualidade de vida e bem-estar.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Vale dizer que projetar um ambiente interno é algo de extrema responsabilidade, por isso, o trabalho do designer é responsável por gerenciar e aprimorar os imóveis, para um ambiente muito mais agradável e aconchegante.

No artigo de hoje, saiba mais sobre o que é design de interiores e como fazer em sua casa. Acompanhe a leitura!

A história do design de interiores

Os primeiros relatos de design de interiores são bem antigos, bem antes de 1000 a.C. (antes de Cristo). Naquela época, os egípcios construíam casas de barro, preenchendo-as com móveis de madeira e outros artigos de decoração, como tapetes de palha, peles de animais, entre outros.

Com o passar do tempo, essa tendência iria se refletir no uso de tecidos rusticos para decoração, entre outros projetos. Os egípcios construíam verdadeiras paredes decoradas, onde eles retratavam seus gostos e costumes.

Mas foi na Era Clássica (entre 499 a.C. a 79 d.C.) que o design de interiores conquistou o seu apogeu, na Grécia Antiga. Inspirado pelo estilo egípcio, os gregos passaram a projetar móveis que aliam o conforto, sem perder a beleza e a sofisticação.

No Império Romano, as residências nobres eram caracterizadas por grandes pátios internos, com mosaicos, pisos e pinturas altamente requintadas, simbolizando deuses e outras figuras da literatura da época.

Os romanos tinham verdadeira preocupação com o acabamento das construções e eles foram responsáveis por pensar o início dos móveis modernos, como conhecemos hoje.

No século XVII, com o estilo barroco, o design de interiores ganhou ares de pompa, com uma decoração rica em detalhes, em uma tendência que se espalhou rapidamente por toda a Europa e influenciou algumas construções na América Latina.

Ao longo dos anos, o design de interiores passou por várias mudanças e, nos anos de 1930 e 1965, mudou completamente o seu estilo, abandonando todas as tendências dos séculos anteriores. Nesse período, surgem os móveis modernos, que se tornaram ícones de decoração.

Assim, a profissão do designer de interiores ganhou notoriedade, com renomados artistas que fizeram parte do movimento. Um clássico da época moderna é a cadeira Charles Eames escritório, que se tornou um símbolo de conforto, requinte e sofisticação.

Com isso, o século XX representou a melhor época para a história dos designers de interiores, que puderam planejar espaços funcionais, modernos e personalizados, ou seja, levando em consideração os desejos de cada morador.

O que é um projeto de design de interiores?

Não é raro que o design de interiores seja confundido com decoração. Contudo, isso é uma incompreensão acerca da área, pois a profissão do designer vai além de decorar um ambiente, pois envolve a escolha dos revestimentos, cores, acabamentos, entre outros detalhes que fazem parte do projeto.

Além disso, o design de interiores compreender quais são os desejos dos moradores e criam espaços funcionais, agradáveis e personalizados. Os espaços de permanência também são levados em consideração, para promover o melhor aproveitamento do ambiente.

Nesse sentido, o design de interiores faz a divisão correta da instalação dos móveis planejados para cozinha, por exemplo, até a aplicação de pequenos objetos. É imprescindível que o projeto de interiores se atente às condições de conforto e ergonomia, para ditar a melhor altura e dimensões da mobília.

Por fim, o design de interiores também recomenda os melhores revestimentos e materiais, para garantir que os usuários usufruam de um ambiente apropriado, funcional e sofisticado.

É possível que o design opte por comprar piso vinílico, em uma solução de melhor custo-benefício para a casa.

Quais são as etapas do projeto de interiores?

Como pudemos ver, o projeto de design de interiores envolve uma série de elementos e, por conta disso, não é uma mera decoração.

Ao contrário, ele se assemelha muito a um planejamento de arquitetura. Daí o porquê muitos designers trabalham em conjunto com arquitetos para propor um espaço.

Abaixo, confira algumas etapas do projeto de design de interiores.

Definições do layout

O layout de projeto consiste na posição e organização dos elementos, incluindo mobílias, objetos de decoração, além de outros artigos fixos ou móveis dentro do ambiente.

Essa é uma das etapas mais importantes, pois ela irá garantir a distribuição adequada no espaço, para organizar melhor o fluxo no local.

A definição do layout é feita para todo e qualquer espaço, tanto que é a etapa inicial do projeto de paisagismo residencial. Quer dizer que, mesmo para ambientes externos, como jardins e áreas de lazer, é fundamental hierarquizar os elementos, para garantir a melhor organização do espaço.

O layout também deve levar em consideração as normas de acessibilidade, rotas de fuga para incêndio e dimensões mínimas para cômodos, especialmente para estabelecimentos comerciais e locais com grande tráfego de pessoas.

Mobília

A mobília inclui os móveis fixos e móveis, sendo um dos elementos que mais influencia no projeto de interiores. Por isso, o designer deve recomendar as escolhas certas, para que a organização do espaço continue funcional, sem perder o requinte.

Em ambientes menores, como apartamentos, a atenção para a escolha de cada móvel é primordial, já que é preciso pensar em mobiliários sob medida, para aproveitar ao máximo cada centímetro quadrado.

Praticidade, conforto e ergonomia

O designer de interiores também leva em consideração cada detalhe para propor um ambiente prático, confortável e ergonômico.

Por exemplo, em varandas de apartamentos, muitos profissionais podem recomendar o fechamento de sacadas com vidro, uma solução que garante o aproveitamento da iluminação natural, ao mesmo tempo que protege o local contra intempéries, oferecendo melhor aproveitamento da área.

Vale dizer que o conforto vai além da estética, envolvendo detalhes que melhoram a qualidade de vida dos moradores, como acessibilidade, aplicação de tecnologias, ou praticidades variadas.

O planejamento das cores certas também é algo que influencia no conforto. O uso de um revestimento 3D na parede da sala pode despertar sensações de tranquilidade, relaxamento e calma.

Entre outros aspectos que influenciam na sensação de aconchego, destacam-se:

  • Isolamento acústico;
  • Isolamento térmico;
  • Composição de odores dos materiais;
  • Projeção de móveis ergonômicos.

Aliás, o designer de interiores deve estudar as dimensões e proporções do corpo humano, pois as investigações antropométricas ajudam a planejar soluções viáveis para a ergonomia do local.

Materiais e acabamentos

Por fim, o designer de interiores também é responsável por escolher os materiais e acabamentos do local, levando em conta a estética, função e o custo.

Atualmente, é possível encontrar uma grande variedade de revestimentos, permitindo que o designer avalie a durabilidade, a qualidade e, até mesmo, a sustentabilidade do material, optando por produtos ecologicamente corretos.

A escolha dos materiais também leva em consideração os objetivos do espaço, a função do ambiente e o comportamento dos usuários do local.

Por isso, vale a pena considerar o nível de tráfego na área, as condições de limpeza, textura e cores, bem como a difusão da luz, que afeta o humor dos moradores.

Quais as características de um bom designer de interiores?

Diante da importância do designer de interiores para a construção de um ambiente confortável, agradável, prático e funcional, muitas pessoas têm procurado por empresas de serviços terceirizados que façam esse serviço, ou por profissionais autônomos.

Para ser um bom designer de interiores, é fundamental que o indivíduo tenha facilidade em recriar ambientes sem modificá-los estruturalmente, seja criativo, organizado e desenvolva capacidades técnicas de desenho.

Hoje em dia, é possível encontrar uma grande variedade de cursos disponíveis para a formação em designer de interiores.

Mas é importante que o profissional se mantenha atualizado às tendências de mercado, estilos e novidade, acompanhando à moda que também influencia a decoração dos imóveis.

Conclusão

O design de interiores é uma área em expansão no século XXI, embora a preocupação com o layout e a decoração dos espaços date desde a Antiguidade.

O segmento se preocupa em aliar conforto com qualidade, oferecendo projetos de ambientes personalizados.

Desse modo, é possível usufruir de um espaço totalmente único, moderno, sofisticado e ergonômico, proporcionando melhor bem-estar e qualidade de vida aos moradores.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários

procura pelo design de interiores tem crescido nos últimos anos, principalmente para quem deseja reformar e redecorar a casa. No entanto, a área vai além da simples decoração dos ambientes, com atuação no planejamento, idealização e realização de projetos completos de casas, apartamentos e estabelecimentos comerciais. Em períodos de isolamento social obrigatório, por conta da pandemia da Covid-19, a permanência nos lares fez com que várias pessoas se interessassem pelo design de interiores, com a intenção de proporcionar melhorias no espaço para aumentar a qualidade de vida e bem-estar. Vale dizer que projetar um ambiente interno é algo…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie o artigo! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.85 ( 1 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*