Home / Arte / O que é o revestimento 3D e como utilizá-lo em sua casa?
Foto: vedanti no Pexels.
Foto: vedanti no Pexels.

O que é o revestimento 3D e como utilizá-lo em sua casa?

O revestimento 3D está em alta, sendo considerado um dos mais modernos para decoração de paredes. Ele é moderno e acaba dispensando o uso de móveis, ou seja, não ocupa espaço de circulação.

Em outras palavras, é uma forma de enriquecer a decoração da sua casa sem prejudicar o espaço do cômodo com móveis e outras opções. Além de modernizar o ambiente, esse tipo de revestimento compõe um visual que dá volume e movimento a cômodos simples.

Só que além de ser uma opção bonita e diferenciada, ela ainda tem como vantagem o cuidado com as paredes, já que consegue evitar problemas como infiltração.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

É um tipo de revestimento fácil de limpar, uma vez que é composto de materiais modernos, feitos justamente para facilitar o dia a dia. Para quem não tem muito espaço em casa, o revestimento 3D é uma ótima opção também, e ainda garante uma decoração arrojada.

Se você está procurando opções diferentes para sua casa, vamos falar um pouco sobre uma das mais modernas neste artigo. Aqui, vamos entender seu conceito, materiais que são usados na fabricação e como fazer para aplicar. Leia até o final e confira.

O que é revestimento 3D?

Assim como os demais, esse tipo de revestimento é vendido em placas e pode ser montado nas paredes de qualquer ambiente do imóvel. O ideal é que você possa usar as placas sem precisar cortá-las.

É uma boa opção porque causa a sensação de movimento, profundidade e volume, além de substituir muito bem o papel de parede. Devido a essas características, traz uma sensação diferente para quem está usando o cômodo.

Ademais, pode ser usado em qualquer ambiente, como na sala, combinando com um bonito lustre plafon. Para facilitar a escolha, o revestimento 3D pode ser feito de diferentes tamanhos e materiais, como:

  • Porcelanato;
  • Azulejo;
  • Cimento;
  • Pastilhas;
  • Pedras;
  • Gesso.

Em ambientes como cozinha e banheiro, consegue proteger contra umidade, além de trazer conforto térmico. No caso dos cômodos úmidos, a melhor opção é o porcelanato, por ser mais fácil de limpar e trazer uma aparência renovada.

O conforto acústico também está garantido, visto que o formato irregular reflete as ondas sonoras em diferentes direções, evitando eco.

Pode ser usado em ambientes externos também, sendo comum sua aplicação em fachadas e varandas. Para esses locais também se recomenda o uso de porcelanato, por ser mais resistente e exigir menos manutenção.

Agora que você já sabe o que é revestimento 3D e quais são suas características, no próximo tópico, vamos falar um pouco sobre os materiais que podem ser usados em sua fabricação. Acompanhe!

Materiais que podem ser usados

Em uma construção ou reforma, vários materiais podem ser usados, como no caso do cimento queimado colorido para o chão. Para as paredes, temos o revestimento 3D que pode ser composto, por exemplo, de gesso.

Ele pode ser aplicado diretamente na alvenaria, tanto em locais internos quanto externos. Possui ótimo custo-benefício e reage bem à pintura.

Outra opção é o alumínio, que traz um aspecto metálico para o cômodo, por meio de peças adesivadas. Sendo assim, é de fácil instalação, e seu acabamento fosco evita que a luz reflita diretamente.

A cerâmica é o tipo de material mais comum nos revestimentos tridimensionais. Pode ser aplicada em qualquer ambiente e de diferentes maneiras, o que traz um visual mais moderno e sofisticado.

Se você deseja algo mais resistente para proteger o projeto de instalações elétricas do imóvel, sem perder a elegância, uma boa opção é o revestimento 3D de pedras naturais. É ótimo para ser aplicado em banheiros, salas e áreas externas.

Por outro lado, temos as fibras naturais, que são ótimas para compor ambientes rústicos e com aspecto litorâneo. Sua instalação é simples, porém, não se recomenda o uso em locais externos e úmidos, como banheiro e cozinha.

Por fim, temos os revestimentos tridimensionais de PVC ou PET, que inclusive são os mais usados nesse tipo. Por serem constituídos de liga plástica, são apropriados para locais úmidos ou qualquer outro.

Trata-se de um material extremamente resistente à água, não propaga mofo ou chamas e não tem nenhum tipo de problema com pragas, como cupins, além disso, dispensa o uso de tinta.

Dicas para aplicar o revestimento 3D

Para chegar a um excelente resultado em seu projeto, tudo deve ser pensado com carinho, desde o uso de itens mais básicos, como o formato do interruptor, até os mais luxuosos, como toldos de vidro temperado.

No caso do revestimento 3D, alguns cuidados simples também são indispensáveis, e para que ele atenda perfeitamente ao seu projeto, é necessário pensar em algumas situações. São elas:

Combinar com acabamento clean

O revestimento 3D pode ser usado em qualquer estilo de decoração, contudo, você deve se preocupar em não deixar o ambiente muito carregado. Evite o uso excessivo de móveis, objetos de decoração ou até mesmo um revestimento com muitos detalhes.

Prefira um espaço mais clean, assim, o revestimento vai receber a devida atenção, sem perder seu destaque ou se tornar mais uma informação acumulada no cômodo.

Se o ambiente é muito pequeno ou escuro, os desenhos do revestimento devem ser mais suaves. Aposte em luzes direcionadas para que o relevo se destaque e a decoração fique mais leve e bonita.

Efeitos de luz e sombra

Paredes tridimensionais pedem cuidado em relação à iluminação do ambiente. As luzes direcionadas causam um bom efeito de luz e sombra. Isso acontece porque o relevo se destaca, contrastando mais o ambiente.

Assim como você investiu em outros cuidados no seu projeto, por exemplo, fazendo recuperação de concreto armado, valorize cada investimento, principalmente nos cômodos menores.

Inclusive, em espaços menores, cuide para que a iluminação não dê a impressão de redução. A ideia é sempre ampliá-los, para melhorar sua usabilidade.

Usar na parede do painel

Usar o revestimento 3D na parede onde fica o painel da TV é uma tendência e deixa o ambiente mais leve.

Se você for aplicá-lo dessa forma, a dica é investir em modelos de cores claras, para não tirar a atenção do televisor.

Cômodos com móveis em linha reta

Em cômodos com móveis em linha reta o uso do revestimento tridimensional confere a eles contornos fluidos e mais arredondados. Como resultado, você terá espaços com caráter menos formal e mais aconchegante.

No caso de ambientes escuros e com maior índice de umidade, esse tipo de revestimento é uma ótima opção, uma vez que é fácil de limpar e elimina riscos de infiltrações.

Ademais, ele é aprovado em toda simulação acústica, ou seja, sua casa se torna mais confortável acusticamente, o que traz mais privacidade também.

É comum encontrarmos paredes 3D em halls, livings e salas, mas nada impede que você use a criatividade e aplique ao seu projeto do jeito que mais combina com ele.

Analisar a umidade do ambiente

Analise o nível de umidade do ambiente, como no caso de áreas externas, banheiro e cozinha. Nesses locais, o uso de revestimento 3D é indicado porque ele evita a formação de mofo e outros problemas.

Aproveite para verificar a iluminação, principalmente se for utilizar estrutura metálica, visto que quanto mais escuro ele for, mais suave deve ser o revestimento.

É dessa forma que você evita a sensação de confinamento do uso de relevos altos em espaços menores e úmidos, além de facilitar a limpeza.

Usar poucos móveis

As paredes 3D combinam com qualquer estilo de decoração, mesmo assim, tome cuidado para não sobrecarregar o ambiente com muitos móveis.

Também é importante se atentar aos artigos de decoração que ficam pendurados. Nunca devem ser fixados no revestimento, mas, sim, na parede, caso contrário, ele pode rachar, pois não foi feito para sustentar peso.

Os itens que compõem o cômodo devem conversar entre si, construindo uma identidade única ao imóvel. Aliás, essa é uma premissa válida, tanto para revestimento 3D quanto para revestimento monolítico.

Coordenar bem o revestimento e a decoração é importante, porque ela pode ser drasticamente influenciada após a instalação das placas.

Conclusão

Quando estamos construindo ou reformando, ou até mesmo quando queremos mudar um pouco a decoração, é primordial investir em materiais de qualidade. É dessa forma que garantimos o conforto e o bem-estar de todos os moradores.

Quando o assunto é revestimento, encontramos infinitas opções no mercado, mas uma das que mais se destacam, sem dúvidas, é o estilo 3D.

Com ele, você moderniza a sua casa e cria um aspecto novo e exclusivo em cada cômodo. O segredo é ter bom senso e saber combiná-lo com todo o restante do projeto.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

revestimento 3D está em alta, sendo considerado um dos mais modernos para decoração de paredes. Ele é moderno e acaba dispensando o uso de móveis, ou seja, não ocupa espaço de circulação. Em outras palavras, é uma forma de enriquecer a decoração da sua casa sem prejudicar o espaço do cômodo com móveis e outras opções. Além de modernizar o ambiente, esse tipo de revestimento compõe um visual que dá volume e movimento a cômodos simples. Só que além de ser uma opção bonita e diferenciada, ela ainda tem como vantagem o cuidado com as paredes, já que consegue…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie o artigo! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.9 ( 1 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*