Home / Arte / Presépios no Metrô
Presépios no Metrô, presépio. Divulgação.
Presépios no Metrô, presépio. Divulgação.

Presépios no Metrô

Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, em conformidade com todos os protocolos definidos pelas áreas competentes, traz para a Sala MAS/Metrô Tiradentes a mostra coletiva “Presépios no Metrô”, com 18 conjuntos pertencentes ao seu acervo que, sob a curadoria de Beatriz Cruz, nos brindam com uma diversidade de materiais, formas e cores que, mesmo diferenciadas, celebram o evento da Natividade.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

“Em 1223, na cidade de Greccio, na Itália, São Francisco de Assis, após a missa, fez a reprodução da cena do nascimento de Jesus, numa gruta, utilizando uma manjedoura sem o menino, com um boi e um burro. Essa primeira representação pode mais ser caracterizada como uma forma litúrgico-dramática de apresentar o nascimento do Senhor. (…)A popularização da cena do nascimento de Jesus aconteceu a partir do século XIV, com a instalação de presépios durante o Natal, com figuras de terracota, de cera ou madeira. A tradição teve início na Itália, depois se expandiu para Espanha e outros países da Europa, impulsionada pelos padres franciscanos, com o objetivo de transmitir a mensagem da redenção, pela representação do nascimento de Jesus.”, explica D. Devair Araújo da Fonseca, Bispo auxiliar de São Paulo.

Argila, barro, papel, materiais orgânicos, metal, entre tantos, são transformados em peças que compõe a cena da Natividade com a técnica e expertise dos artistas de diversas origens e inúmeros segmentos. A seleção da curadora buscou a multiplicidade para compor a unidade.

Com isso buscamos atingir o objetivo de, não só comemorar o nascimento de Jesus, mas também trazer beleza e esperança àqueles que visitam a exposição.

Exposição: “Presépios no Metrô
Curadoria: Beatriz Cruz
Abertura: 28 de novembro de 2020, sábado, das 11 às 14hs
Período: de 29 de novembro de 2020 à 06 de janeiro de 2021
Horários: Terça-feira a domingo, das 9 às 17h
Local: Sala MAS/Metrô Tiradentes
Estação Tiradentes do Metrô – São Paulo – SP
Tel.: 11 3326-5393 – agendamento / educativo para visitas monitoradas
Ingresso: Grátis aos usuários do Metrô
Número de obras: 18
Técnicas: Modelagem, pintura, argila, marcenaria, metal, esculturas, palha de milho, objetos
Dimensões: Variadas

 

Midias Digitais

Site: www.museuartesacra.org.br
Instagram: www.instagram.com/museuartesacra
Facebook: www.facebook.com/MuseuArteSacra
Twitter: twitter.com/MuseuArteSacra
YouTube: www.youtube.com/MuseuArteSacra
Google Arts & Culture: bit.ly/2C1d7gX

Museu de Arte Sacra de São Paulo – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, é uma das mais importantes do gênero no país. É fruto de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, em 28 de outubro de 1969, e sua instalação data de 29 de junho de 1970. Desde então, o Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar ala do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz, na avenida Tiradentes, centro da capital paulista. A edificação é um dos mais importantes monumentos da arquitetura colonial paulista, construído em taipa de pilão, raro exemplar remanescente na cidade, última chácara conventual da cidade. Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1943, e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo, em 1979. Tem grande parte de seu acervo também tombado pelo IPHAN, desde 1969, cujo inestimável patrimônio compreende relíquias das histórias do Brasil e mundial. O Museu de Arte Sacra de São Paulo detém uma vasta coleção de obras criadas entre os séculos 16 e 20, contando com exemplares raros e significativos. São mais de 10 mil itens no acervo. Possui obras de nomes reconhecidos, como Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Antônio Francisco Lisboa, o “Aleijadinho” e Benedito Calixto de Jesus, entre tantos, anônimos ou não. Destacam-se também as coleções de presépios, prataria e ourivesaria, lampadários, mobiliário, retábulos, altares, vestimentas, livros litúrgicos e numismática.

MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO – MAS/SP

Presidente do Conselho de Administração – José Roberto Marcellino dos Santos
Diretor Executivo – José Carlos Marçal de Barros
Diretor de Planejamento e Gestão – Luiz Henrique Marcon Neves
Museóloga – Beatriz Cruz

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*