Home / Arte / Próximas sextas-feiras de julho tem ciclo de leituras dramatizadas de Carlo Goldoni no IIC-Rio

Próximas sextas-feiras de julho tem ciclo de leituras dramatizadas de Carlo Goldoni no IIC-Rio

Organizado pelo Instituto Italiano de Cultura o dramaturgo italiano Carlo Goldoni, autor de “Arlequim, servidor de dois amos” que ganhou no Brasil uma espetacular tradução de Millôr Fernandes, ganha ciclo de Leituras dramatizadas

Com a curadoria da diretora e dramaturga Alessandra Vannucci e a participação dos atores Julio Adrião, Julia Carrera, Tiago Catarino, Savio Moll, Nicola Siri, Giovanna de Toni e atores do Laboratório de Estética e Política e Oficina Social de Teatro e Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna, o ciclo gratuito e em português, conta com duas apresentações (10 e 24 de julho)

O Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro apresenta o ciclo de leituras dramáticas de textos do dramaturgo veneziano Carlo Goldoni, considerado um dos maiores autores europeus de teatro, cuja obra junto com a de Pirandello, constituem o principal veículo de difusão da arte dramatúrgica italiana através do mundo. Os textos em português integram a primeira antologia do autor publicada este ano no Brasil pela editora Perspectiva, com curadoria da professora e diretora teatral da ECO/UFRJ, Alessandra Vannucci.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

As leituras serão realizadas em duas sextas-feiras de julho, dia 10 e 24 de julho, às 18 horas, apresentadas pela plataforma virtual ZOOM. As primeiras peças escolhidas foram Leque e Dona da pousada que serão dramatizadas por um elenco de atores e atrizes em formação e atores profissionais como Julio Adrião, Julia Carrera, Tiago Catarino, Savio Moll, Nicola Siri, Giovanna de Toni. As apresentações serão gratuitas, sem cobrança de ingresso nem pagamento de cachê para nenhum dos envolvidos. O objetivo social será arrecadar doações em dinheiro para o Hospital Universitário da UFRJ. Assinam a direção geral do projeto e a direção de cena, respectivamente, Alessandra Vannucci e Daniel Pimentel.

Apesar de constar entre os clássicos do teatro mundial, especialmente no âmbito da comédia, Goldoni (Veneza, 1707 – Paris, 1793) nunca recebeu no Brasil a devida atenção pelo mercado editorial. Não existem muitas publicações brasileiras de sua vastíssima produção, exceto Arlequim, servidor de dois amos, traduzida por Millôr Fernandes, que atraiu interesse de leitores e artistas de diversas gerações tendo sido montada no Rio e em São Paulo diversas vezes com grande sucesso. Outras poucas peças, traduzidas para montagens brasileiras nas últimas décadas, não foram publicadas ou já se encontram esgotadas.

A antologia Carlo Goldoni que vai integrar a coleção “Autores”, da editora Perspectiva, especializada em publicações teatrais, vem preencher esta lacuna. A seleção dá preferência aos títulos mais significativos da carreira artística de Goldoni como diretor de companhia em diálogo com públicos, atores e especialmente atrizes de sua época; e visa assim oferecer um repertório inédito de comédias clássicas à classe teatral brasileira e aos leitores contemporâneos.

O ciclo de leituras Carlo Goldoni é uma realização do Instituto Italiano de Cultura (IIC-Rio) e do Laboratório de Estética e Política. Apoios e parcerias: Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena, Scuola di Cultura e Oficina Social de Teatro (OST).

As peças:

Leque – 10/07 – sexta-feira: 18 horas

Elenco: Sávio Moll como Evaristo; Giovanna de Toni como Gertrude; 6 atrizes/atores do Laboratório de Estética e Política; 3 atores da Oficina Social de Teatro; 3 atores da Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna

Sinópse: Nos idos de 1760, mais um dia amanhece na populosa vizinhança da Aldeia de Casas Novas, subúrbio de Milão. Evaristo é perdidamente apaixonado por Cândida, uma senhorita que mora junto com sua tia Gertrude, uma viúva exigente. Depois de quebrar o leque de sua amada por acidente, o jovem fidalgo resolve comprar um novo para lhe dar de presente. Com o intuito de despistar a senhora Gertrude, ele pede a Joaninha, uma camponesa de ideias fixas, que faça a entrega do produto. O que Evaristo não poderia imaginar é que esse único objeto, aparentemente simples, se tornaria um presente tão disputado pelos vizinhos ao ponto de arriscar todo o seu plano.

O Leque, comédia do italiano Carlo Goldoni (1707 – 1793), originalmente escrita em francês, retrata uma aristocracia em declínio e afirma a ascensão de uma burguesia pré-revolucionária. Com diálogos rápidos e bem-humorados, seus personagens discutem o valor que se atribui a uma obra de arte, questão indispensável para a sociedade contemporânea.

Dona da Pousada – 24/07 – sexta-feira: 18 horas

Elenco: Julia Carreira como Mirandolina; Nicola Siri como Cavaleiro; três atrizes/atores do Laboratório de Estética e Política; dois atores da Oficina Social de Teatro; dois atores da Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna

Sinopse: Mirandolina é a dona de uma conhecida pousada na próspera Florença do século XVIII. Famosa por sua encantadora beleza física e por uma personalidade marcante, ela divide as tarefas com Fabrício, um grande amigo de infância a quem trata como irmão. Hóspedes antigos da pousada, o Marquês de Forlipópoli e o Conde de Albafiorita disputam a atenção amorosa da proprietária, eis que chega de viagem o Cavaleiro de Ripafratta, um sujeito curioso. Num ambiente predominantemente masculino de uma aristocracia em decadência, a irreverente Mirandolina faz de tudo para manter sua posição, mesmo quando desafiada a tomar decisões sobre o futuro de sua vida.

A Dona da Pousada talvez seja a obra de maior destaque escrita por Carlo Goldoni (1707 – 1793) até hoje. No Brasil, esta versão traduzida por Jacobbi (em parceria com Itália Fausta) estreou em julho de 1955 no Teatro Maria della Costa em São Paulo, com Maria della Costa como protagonista e Fernanda Montenegro fazendo Dejanira.

Alessandra Vannucci. Foto: Divulgação.

Alessandra Vannucci. Foto: Divulgação.

A curadoria: Alessandra Vannucci

Premiada diretora e dramaturga italiana, doutora em Letras pela PUC-Rio, é professora na Escola de Direção Teatral e na Pós-Graduação em Artes da Cena da ECO-UFRJ. Coordena o Laboratório de Estética e Política (LEP/ECO-UFRJ) realizando seminários internacionais de pesquisa e intervenções de arte pública, com apoio do CNPq e da FAPERJ. Publicou ensaios e livros focando ideias e artistas viajantes. Atualmente, pesquisa a cena expandida e ativista no espaço público (Teatro do Oprimido, Living Theatre).

SERVIÇO:
Ciclo de Leituras Carlo Goldoni – Espetáculo Leque
APRESENTAÇÕES: 10/07 (sexta-feira): Leque; 24/07 (sexta-feira): Dona da pousada
Horário: 18 horas
No Zoom – duração aproximada de 1 hora e meia
Inscrições: pelo e-mail centro.iicrio@esteri.it ou pelo WhatsApp através do número (21) 3534.4344.
Istituto Italiano di Cultura di Rio de Janeiro
Sede Centro: iicrio@esteri.it whatsapp: (21) 3534-4344
💻 www.iicrio.esteri.it / Facebook: iicriodejaneiro / Instagram: iicrio / YouTube: iic rio

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*