Home / Arte / Salão Nacional de Artes sobre Papel Moinho Brasil 35 anos por Rosângela Vig
Salão Nacional de Artes sobre papel Moinho Brasil 35 anos, convite. Divulgação.
Salão Nacional de Artes sobre papel Moinho Brasil 35 anos, convite. Divulgação.

Salão Nacional de Artes sobre Papel Moinho Brasil 35 anos por Rosângela Vig

Rosângela Vig é Artista Plástica e Professora de História da Arte.

Rosângela Vig é Artista Plástica e Professora de História da Arte.

Há no espaço milhões de estrelas carinhosas,
Ao alcance do teu olhar… mas conjecturas
Aquelas que não vês, ígneas e ignotas rosas,
Viçando na mais longe altura das alturas.
(BILAC, 1997, p.84)

A Arte é feito uma estrela incansável, que passa toda uma noite cintilando seu brilho. O olhar afoito passa pela noite, apressado em acender as luzes, ofusca o brilho das estrelas e não as percebe. E a noite se ilumina na cidade entristecida, acinzentada, sob a luz incandescente que finge ser um anjo. Mas a estrela, ainda que distante, irradia sua luz, atenta a tudo, feito um anjo cauteloso e diligente.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Perceber uma obra é como sentir esse brilho das estrelas; é como permitir que ele permeie a mente e que invada o campo dos sonhos, na forma de cores e de formas para que, mesmo num período de distanciamento, a alma se mantenha saudável. Pensando nesse difícil período, a Moinho Brasil, em parceria com Ateliê Rita Caruzzo e Mosaiky Eventos, criaram um evento virtual sobre papel, em função da Covid 19. É nesse período que o artista precisa produzir e colocar seus sentimentos e suas expressões através das várias técnicas da arte. A proposta foi muito bem aceita por Renata Telles, sócia proprietária do Moinho Brasil e pela família Mizumoto, com o intuito de promover, incentivar e divulgar a produção de expressões artísticas sobre o papel, relacionadas às categorias de aquarela, arte digital, colagem, desenho, escultura, fotografia, gravura, pintura e técnica mista, de artistas que atuam na área.

A Moinho Brasil foi concebida há 35 anos, com intuito de reciclar resíduos agrícolas, aparas industriais e fibras vegetais para produzir papéis. A empresa Moinho Brasil é uma das pioneiras na reciclagem de papéis. Foram anos de pesquisa para chegarem a várias texturas e gramaturas. São muitos elementos usados para a confecção dos papéis. Muitos deles são usados para várias técnicas de arte. Por isso a artista plástica e curadora da Moinho Brasil Rita Caruzzo idealizou e propôs à empresa uma comemoração aos 35 anos, criando o salão virtual e remoto de artes sobre papel.

Os artistas interessados em participar do salão deverão ver o regulamento e enviar fotos de seus trabalhos para o site:

mosaiky.com.br/salaomoinho

O júri será composto por quatro especialistas na área de Belas Artes que farão a seleção das obras. Serão selecionados 50 artistas; quatro deles serão premiados; haverá um voto popular e uma menção honrosa.

E ainda que as pessoas estejam distantes, que os encontros sejam virtuais, que falte o abraço caloroso, que falte o beijo carinhoso, o afago e o toque das mãos amigas; ainda assim fala o olhar por um vídeo; fala a voz de uma pessoa querida por um telefone, fala uma oração silenciosa na noite escura; e as estrelas estão ali guardando a todos na forma de anjos.

Referências:

  1. BILAC, Olavo. Antologia Poética. Porto Alegre: L&PM Pocket, 1997.

 

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*