Home / Arte / Veja dicas para restaurar os móveis de sua casa e modificar sua decoração
Foto: Vintage foto criado por freepik - br.freepik.com
Foto: Vintage foto criado por freepik - br.freepik.com

Veja dicas para restaurar os móveis de sua casa e modificar sua decoração

Muitas pessoas estão investindo em restaurar móveis antigos por diversas razões. Dentre elas o fato de que esses mobiliários são mais resistentes e oferecem uma decoração única ao espaço.

Além disso, há uma grande economia de dinheiro, o que acaba atraindo mais pessoas para essa opção. Só que a tarefa de comprar esse tipo de móvel pode ser mais difícil do que se imagina.

Isso porque, em alguns casos, é mais complicado encontrar aqueles que estejam em boas condições e bem conservados. Isso acaba exigindo pequenas reformas para deixar o mobiliário mais bonito e útil para o dia a dia.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Também há casos em que os móveis já pertencem a pessoa, mas ela deseja reformar para valorizar seu ambiente e sua mobília, sem gastar muito com isso.

O fato é que a restauração de móveis antigos é muito vantajosa e pode ser feita pela própria pessoa, por meio de procedimentos simples feitos em casa.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre as vantagens dos móveis antigos e dar algumas dicas de reformas que vão surpreender com o resultado.

O valor dos móveis antigos na decoração

Decorar a casa é uma tarefa muito prazerosa, mas geralmente é difícil encontrar uma opção que una o que queremos, com qualidade e durabilidade.

Com relação aos móveis modernos, é preciso fazer um alto investimento para garantir boa qualidade e ter em mãos peças que durem por anos.

Então, as pessoas acabam optando por mobiliários mais em conta, mas que não oferecem a durabilidade necessária. No entanto, isso não era algo comum com os móveis de antigamente.

Desde mesa saarinen oval a diversos outros mobiliários, todos eram fabricados com materiais de qualidade e que duravam anos a fio. Por isso, é comum encontrarmos móveis muito antigos e em perfeito estado de conservação.

A resistência deles é muito superior, além disso, quanto mais antigo for, mais exclusivo ele será na decoração do ambiente.

Durabilidade e exclusividade são as principais características dos móveis usados. Uma prova disso são aquelas mobílias que temos em casa e que simplesmente não queremos abrir mão.

Além disso, os móveis usados, sejam eles de lojas de antiquários ou os que temos em casa, trazem muitas outras vantagens, tais como:

Economia

Esta é uma das principais vantagens dos móveis antigos ou usados, pois além de serem mais resistentes, são mais baratos.

Além disso, se você quer reformar algo que já tem em casa, vai gastar muito menos.

Uso de materiais exclusivos

Muitos móveis antigos são feitos com materiais antigos que já não existem mais, incluindo alguns tipos de madeira.

Portanto, assim como os móveis planejados para cozinha, é possível encontrar peças antigas fabricadas com qualidade superior, por conta do material usado na época.

Preservação do meio ambiente

Principalmente quando falamos da madeira, optar por usar mobília antiga é uma maneira de preservar o meio ambiente.

O reaproveitamento é muito importante para evitar o consumo de itens e o descarte de outros que acabam prejudicando o ecossistema.

Decoração mais pessoal

Se você for até uma loja e comprar um sofá, é comum que outras pessoas tenham um item igual ao seu.

É fácil obter exclusividade comprando móveis planejados ou sob medida, mas isso envolve muito mais gasto.

Com os móveis antigos é diferente, pois você compra algo de qualidade superior, sem gastar muito e que praticamente ninguém mais tem.

Ao reformar o que já temos em casa, como no caso de uma reforma de poltrona, também conseguimos uma decoração mais pessoal e que traduza estilo e personalidade.

Dicas para uma boa restauração

Até aqui ficaram claras as vantagens de optar por móveis antigos e usados, bem como sua restauração.

Então, se você deseja restaurar algum mobiliário, algumas dicas são:

Preparar o móvel

Antes de fazer qualquer mudança, é importante preparar o móvel, para isso, retire todo o verniz, puxadores, gavetas e outras peças que o compõem.

Para retirar o verniz, use uma lixa de grão grosso, depois, faça o mesmo procedimento com uma lixa de grão médio e finalize com uma de grão fino.

Esse trabalho é importante para deixar a peça bem lisa e garantir que ela absorva a nova tintura.

Após lixar a peça, use um pano para retirar toda a poeira. Certifique-se de que ela foi bem removida para evitar a formação de bolhas na hora de pintar.

Faça o trabalho em local arejado

É importante escolher um local bem arejado para lixar a peça, principalmente, por conta da poeira, além disso, o cheiro de tinta e verniz pode impregnar no ambiente por várias horas, ou até dias.

O ideal é fazer em local aberto, com boa iluminação e ventilação, evitando, assim, a sujeira e também o cheiro forte dos materiais usados.

Comprar materiais

É de extrema importância que você providencie todos os materiais necessários para essa restauração, tais como:

  • Pincéis de pintura;
  • Chave de fenda;
  • Chave Philips;
  • Tinta, verniz e primer;
  • Recipientes;
  • Lixas;
  • Flanelas e panos.

Com esses materiais em mão e um bom coletor de pó para marcenaria, você terá o suficiente para fazer uma boa reforma em seus móveis.

Como reformar móveis de madeira

A madeira é um dos principais materiais usados na fabricação de móveis, por isso trazemos algumas dicas exclusivas para trabalhar esse produto.

Antes de começar, é importante forrar o espaço com jornais velhos ou uma lona, para não manchar o chão com respingos de tintas.

Também é importante usar luvas e óculos de proteção para não se machucar e evitar o contato com algum material que possa dar alergias.

Depois disso, avalie as condições da peça e o que precisa ser feito nela, dessa forma, você seleciona melhor os materiais que vai precisar.

Depois que tiver tudo em mãos, é o momento de começar a restauração. Para isso, siga o passo a passo a seguir:

1 – Remover os acessórios

Desde estrutura pré fabricada até um sofá de madeira, todos os móveis possuem peças que precisam ser retiradas antes da reforma.

Um exemplo disso são os puxadores, dobradiças e qualquer outra parte removível. Isso é importante para proteger esses acessórios de respingos de tintas que podem danificar sua aparência.

2 – Limpar o móvel

Panos úmidos e flanelas são essenciais para limpar as peças antes da reforma. Eles ajudam a remover sujeiras que acumularam com o tempo, além de deixarem a mobília pronta para os próximos passos.

Os mesmos materiais podem ser usados em restauração de pisos de madeira, por isso, caso tenha dúvidas, pode consultar uma empresa que realize esse trabalho.

3 – Reparar partes danificadas

A massa corrida é uma excelente opção para corrigir partes danificadas, quebradas ou soltas. Exemplos disso são buracos, amassados e superfícies lascadas.

Importante lembrar, que esses machucados nem sempre são ocasionados por mau uso, muitas vezes é o próprio tempo que faz isso.

4 – Lixar o móvel

É importante lixar bem a madeira para deixá-la lisa e livre de resíduos, como tintas e vernizes.

Depois desse trabalho, com certeza, a tinta vai se fixar com muito mais facilidade na peça que está sendo restaurada.

5 – Remover resíduos

Depois de lixar, é necessário remover os resíduos deixados por esse processo, como pó e sujeira.

Para isso, o ideal é usar um pano ou flanela comum. Lembre-se, a utilização dos produtos químicos deve ser de acordo com a peça que está sendo modificada.

6 – Aplicar o verniz

O verniz é muito importante para deixar a peça com brilho e boa aparência.

É ele o responsável por dar vivacidade à madeira e deixar o móvel usado com aspecto de novo. Além disso, esse material protege a madeira contra as ações do tempo.

7 – Pintar o móvel

Caso deseje, para combinar com aquele revestimento 3D, você pode pintar o móvel e deixá-lo totalmente diferente do que era.

Para isso, é necessário escolher o tipo e a cor de tinta que deseja usar. Depois, use rolinhos de espuma e pincéis em sentido único.

Para corrigir imperfeições e garantir que todos os detalhes do móvel estejam bem pintados e com a cobertura ideal, passe uma nova camada de tinta.

8 – Recolocar os acessórios

Espere a tinta secar completamente para poder manusear a peça e recolocar seus acessórios. Para isso, utilize uma chave de fenda.

Esse processo pode ser feito em diversos tipos de móveis, como bancos para combinar com o paisagismo residencial do seu jardim.

Ao finalizar todo esse passo a passo, a restauração da sua peça estará pronta. É importante que, durante o processo, você observe as necessidades do móvel, como mais camadas de tinta ou outros itens para dar o acabamento.

Independentemente de qual seja o seu estilo de decoração, optar pela reforma dos móveis é sempre uma maneira econômica, sustentável e exclusiva de ter uma mobília que destaque a sua personalidade e bom gosto.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários

uitas pessoas estão investindo em restaurar móveis antigos por diversas razões. Dentre elas o fato de que esses mobiliários são mais resistentes e oferecem uma decoração única ao espaço. Além disso, há uma grande economia de dinheiro, o que acaba atraindo mais pessoas para essa opção. Só que a tarefa de comprar esse tipo de móvel pode ser mais difícil do que se imagina. Isso porque, em alguns casos, é mais complicado encontrar aqueles que estejam em boas condições e bem conservados. Isso acaba exigindo pequenas reformas para deixar o mobiliário mais bonito e útil para o dia a dia.…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie o artigo! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.85 ( 2 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*