Home / Arte / Alexandre De Paula – “Identidade e Multiplicidade Artística”

Alexandre De Paula – “Identidade e Multiplicidade Artística”

Alexandre De Paula desde a sua última matéria em fevereiro de 2016, tem muitas novidades para contar.

O artista além de ter retornado para sua terra natal, São Paulo, apresenta uma nova série de obras intitulada “Abstracionismo Formal”, composta de 8 obras, criadas com lápis de cor com aplicação de peça e cerâmica, e um destaque especial para um trabalho temático sobre Alhambra – Espanha.

Sua presença nas redes sociais também está amplificada, agora com um perfil novo no Instagram compartilhando suas criações.

Alexandre De Paula é Artista Plástico.

Alexandre De Paula é Artista Plástico.

Diga-nos Alexandre, você mantém o conceito de Multiplicidade em suas obras?

Primeiro um super abraço a você Tony meu amigo e parceiro neste caminho das artes e todos seus colaboradores e equipe.

Minha trajetória tem como início o estrutural do desenho e da construção conceitual.

A multiplicidade nasceu nas mais variadas formas de aplicações e técnicas que uso, como ilustrador usando técnicas e experimentações mil, como aquarela, nanquim, óleo, acrílica e muitas outras… sempre artesanais pois vim desta geração sem manipulação tecnológica. Trabalhei com serigrafia e área têxtil, xilogravura entre outras… Iniciando minha veia plástica com a pesquisa de matérias, texturas em metais, resinas entre outras possibilidades de aplicações. Sou um pesquisador insaciável, sempre buscando me superar mesmo depois de quase 40 anos de carreira. Os primeiros dez anos que fiquei na extinta Cândido Portinari de São Paulo me deram suporte estrutural para executar qualquer criação artística, foi o alicerce para poder criar infinitamente em qualquer projeto. Sou muito ligado em música, pesquisador e aficionado em Jazz, Soul, Rock, MPB…

Tive a oportunidade de fazer muitas séries de obras representando grandes nomes. Criei muitos cenários de shows como Oswaldo Montenegro, Toquinho, Beto Guedes, Joyce, Francis Hime e outros grandes nomes da nossa música Brasileira. Em 1989 inicio meu trabalho no abstracionismo que é exatamente a desconstrução figurativa, considero que construir muito no figurativo me deu credenciamento em fazer abstratos únicos e pessoais. O abstrato é o ápice do artista onde a referência de qualidade se dá quando consigo captar o olhar e a atenção do observador causando sensações sintéticas, espaciais de energia limpa e positiva, desenvolvi muitos trabalhos temáticos como este de Alhambra, Espanha.

Como Professor de Artes por 30 anos me ofereceu ensinar e principalmente trocar com tantos alunos, mais de 12 mil alunos me ensinaram muito em todos os sentidos. Muita dedicação para formar inúmeros artistas de diversas áreas, Designers, Ilustradores, Quadrinistas, Retratistas, Aerografistas, Muralistas, Tatuadores, Professores … Artistas de calibre e muita qualidade. Me sinto realizado e muito grato pela vida ter me encaminhado e Proporcionado esta viagem da multiplicidade artística.

Fale-nos um pouco mais sobre você.

Paulistano de origem, fiquei muitos anos em Curitiba dirigindo uma escola de artes profissionalizante foram 26 anos de muita realização e Sucesso! Em novo ciclo de vida e carreira retorno em 2017 para minha São Paulo onde tudo acontece! Tenho reencontrado muitos amigos artistas de várias áreas de muita qualidade. Desenhista de propaganda de formação, muitas Oficinas de arte em São Paulo na década de 80, ao lado de grandes expoentes da arte Brasileira como Beatriz Milhazes, Arnaldo de Melo, Leonilson, entre outros.

Quando despertou seu desejo de ser um artista plástico?

Minha iniciação foi no Desenho estrutural onde me deu credenciamento e muita vontade de mexer com muitos materiais diferentes, me tornei artista plástico. A pesquisa de materiais para uso ousado e certeiro me interessa muito, as vezes perco meses para resolver de maneira exata o quero para minha obra.

Que tipo de arte mais gosta?

Pela minha trajetória de multiplicidade difícil dizer, gosto demais de muitos estilos como, Expressionismo, Surrealismo, Cubismo, Realismo, entre outros. Mas minha paixão é o ABSTRACIONISMO, neste estilo produzi mais de 280 obras.

Como desenvolveu seu estilo (técnicas)?

Todas as experimentações de técnicas de aplicação me empurraram para o Abstracionismo onde posso misturar técnicas de maneira simplesmente infinita.

Cite caso tenha tido influências artísticas em suas obras e de quais artistas?

Muitos artistas e referências que fazem parte do meu trabalho e processo criativo. Jayme Cortez, Manabu Mabe, Jackson Pollock, Tomie Ohtake, Benício, Ziraldo, Leda Catunda, Carmela Gros, Juarez Machado e muitas e muitas outras referências em diversos estilos e áreas.

Tem algum familiar ou conhecido que é artista plástico?

Sou de uma família com alguns artistas, meu avô foi diretor de rádios e dono de agências de Publicidade, criou peças famosas e muitos jingles para grandes empresas, amigo de Carmem Miranda, ganhador de 2 troféus Roquette Pinto amigo de muitos atores e atrizes como a Laura Cardoso, Walter Foster entre outros… Tenho um Irmão grande fotógrafo Rene de Paula, minha filha Julia Padula já com muita qualidade como artista, primos em cargos de direção de tv e Publicidade.

Viver de arte é possível?

Sou a prova disso iniciei com 13 anos de idade, mas realmente considero muito difícil neste país sem relação e valorização em todos segmentos das artes. Por ter escola de artes por 30 anos consegui com ela diversificar possibilidades na captação de projetos e trabalhos diversos. O artista tem de perseverar e se superar a cada produção para manter sempre a qualidade da sua obra, emanar energia e brincar com imaginário do público isso nos faz felizes e vivos na arte.

Algum dia já pensou em não atuar mais com arte? pode comentar porque?

Como se me tirassem o ar. Sinto cores em minhas veias.

Quais habilidades são necessárias hoje para o artista plástico?

Todas as experimentações e vivências possíveis! Perseverança com muito suor e estudo. Todos podemos ser artista! TODOS, Garanto isso! Todos podemos ser o que quisermos não temos limitações enquanto seres humanos! Fazer com amor e propósito humano! Sem deixar o $$ ditar caminhos e interferências! Faça o seu caminho que lhe foi dado divinamente, use e descubra talento em si mesmo.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

O que você sente quando cria ou aprecia uma obra de arte?

Quando crio uma obra minha produção me surpreende (Choro). Quando Observo uma obra que tento me apropriar dela naquele momento, tal como minha… emoções a flor da pele, embriagado de sentimentos.

Suas inspirações para criar uma obra de arte?

Começo sempre na busca do tema e na linguagem pretendida! Imagino como posso navegar em conceitos que deixem a obra com mais argumento, Pesquisa me faz mergulhar na proposta antes mesmo de começar a rabiscar. A inspiração é o que move, escuto muita música no contexto do projeto.

Qual arte mais impressionou você até agora?

Tenho visto muitos artistas de qualidade. Na atualidade O chinês AI WEIWEI, ele possui o domínio completo. Gosto de muitos…

Você tem de estar sempre criando ou cria apenas em certos momentos?

Uma metralhadora de criações sem pausa, acho que pela multiplicidade do que produzo, crio o tempo todo e todo tempo, vivo de projetos trabalho na maioria das vezes em séries e coleções de 6 a 10 trabalhos, minha carreira é diversa e com muita produção. Adquiri muita capacidade de criação estou sempre com gana de fazer, aprender e me doar por inteiro com compromisso interno e obter o principal! Que minha obra chegue nos corações das pessoas fazendo viajarem em sensações agradáveis, tocar o coração!

O produto de uma obra sua é único ou tem alguma relação próxima ou distante de sua obra anterior?

Única e pessoal de qualquer estilo ou projeto percorrido, minha paixão pelo trabalho artesanal é por deixar vestígios daquele momento vivido as vezes até o erro técnico faz parte daquele contexto Expressivo. Isso torna a obra única e pessoal.

Quais os desafios da arte/artista no cenário atual?

Os de sempre, mesmo com a modernidade de redes sociais. Acho que manter as convicções sem querer acontecer antes de ser, ser autêntico se portar como que se deve. Sem concorrências ou disputas pessoais. Ter compromisso humano ao passar adiante os conhecimentos que nos foi dado. Tive grandes mestres e levo comigo em minhas ações e reflexões. Arte pela arte sempre.

As redes sociais têm lhe ajudado na divulgação de seu trabalho?

Sim, sou de uma geração meio atrasada e lenta para tal, mas tenho interagido a meu modo, sem muita preocupação no assunto, gasto muito tempo criando, pesquisando e produzindo muito. Mas de alguma maneira ajuda sim como uma ferramenta direta onde a imagem fala por si com a visualização rápida e direta.

Como as artes plásticas podem contribuir para a educação e cultura?

Em sua plenitude nos fazendo pensar em múltiplas questões sociais, sensoriais, criar senso crítico perante a tudo. A arte age também na do ser humano sem ela não adquirimos conceitos fundamentais, como o respeito e ética!

Como analisa as qualidades de uma obra de arte?

Sem muitas questões, analiso o Conceito, a Linguagem, a Técnica aplicada, se percorreu caminhos naturais e o principal é atingir o coração do observador, se causou sensações de Êxtase. As vezes um tipo de pincelada deixa vestígios de qualidade no contexto da obra.

Quais os critérios para estipular o valor de uma obra de arte?

Fiz palestras sobre este assunto! Gosto muito pois aprendi a comercializar arte em publicidade, tive de usar conceitos pré-estipulados em agências que trabalhei. Depois com minha arte criei meu próprio conceito e maneira. A complexidade de técnica aplicada em horas! Pesquisa em horas, Obs uma obra ou projeto não se pode pular etapa. O Material utilizado sempre de qualidade com pesquisa química em durabilidade e acabamento da obra, Formato da obra, Perfil do cliente, um investidor, um amigo particular, uma empresa, no meu caso tenho valores de séries completas ou por peça… fechando no histórico do artista.

Fale sobre seus projetos atualmente.

Produzi uma Obra temática de Alhambra, Espanha. Granada Andaluzia, a parte Moura da Espanha. Retomei e finalizei uma série de Abstratos formais muito interessante GEOMETRIC WAYS. Técnica em Lápis de cor com aplicação em peças de cerâmica. São 8 obras no formato 70x60cm em Painel com textura, uma série surpreendente de muita flutuação e energia, iniciando agendamento para breve exposição.

Qual o seu conselho para os que estão começando agora?

Estudo, Amor e Suor. Experimentações mil onde tudo interessa, não se fechar em um caminho mais fácil e cômodo, seguindo apenas aquele estilo que te favorece onde as pessoas acham o máximo. Tem de se reinventar a todo instante!

Se desejar deixe uma mensagem …

Vivemos momentos complicados neste país, desejo de verdade que as pessoas aprendam muito como isso que estamos passando em vários aspectos! A arte transforma a humanidade!

Sobre suas exposições, tem algum comentário a respeito, sentimentos ….

38 exposições na carreira com sentimento de satisfação e objetivo conquistado. Quando observo meio que de longe e percebo que toquei o coração do observador, fico emocionado de verdade. Foram 4 exposições neste retorno para São Paulo, aguardem a próxima.

Poderia comentar alguma curiosidade artística?

Sim, meus ateliers de trabalho são super arrumados parecendo uma clínica médica, me tornei assim por causa da organização da serigrafia quando comecei a carreira.

Como definiria sua arte em uma linha?

Identidade e multiplicidade artística.

Conte sobre as novidades, em especial o trabalho temático sobre Alhambra, Espanha.

Percorri nesta Obra temática de Alhambra, Espanha. Granada Andaluzia, a parte Moura da Espanha. Tive de Mergulhar (INMERSIÓN), Título da obra, Pesquisa de suas arquiteturas detalhadas com texturas diversas, seus palácios incríveis, sua dança cigana, suas vestimentas e leveza, sentir o lugar como se estivesse lá! Seu cheiro e o encantamento se fez presente, uma encomenda de uma amiga que viveu com sua avó nestes mesmos locais que representei a emoção tomou conta de verdade! Uma Obra de formato 220x120cm em técnica de tinta acrílica em aerografia, uma micro pistola de ar. Uma das Obras temáticas de maior relevância na minha carreira.

Site: www.artealedepaula.com.br

Instagram: www.instagram.com/ale_depaula

 

 

Comentários

lexandre De Paula desde a sua última matéria em fevereiro de 2016, tem muitas novidades para contar. O artista além de ter retornado para sua terra natal, São Paulo, apresenta uma nova série de obras intitulada “Abstracionismo Formal”, composta de 8 obras, criadas com lápis de cor com aplicação de peça e cerâmica, e um destaque especial para um trabalho temático sobre Alhambra – Espanha. Sua presença nas redes sociais também está amplificada, agora com um perfil novo no Instagram compartilhando suas criações. Diga-nos Alexandre, você mantém o conceito de…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie a entrevista! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.72 ( 5 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*