Art Basel OVR: Portals: 6 galerias brasileiras se apresentam na feira online

A Gentil Carioca, Central Galeria, Galeria Leme, Galeria Luisa Strina, Galeria Vermelho e Mendes Wood DM estarão na nova edição da Art Basel online viewing room

De 16 a 19 de junho acontece mais uma edição online da feira Art Basel. Intitulado Art Basel OVR: Portals, o evento terá como foco práticas de artistas que questionam os parâmetros que moldaram nossa condição contemporânea, através de lentes atuais e históricas. 303 galerias participam da feira e entre elas 6 são brasileiras e fazem parte do projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, uma parceria da Associação Brasileira de Arte Contemporânea (ABACT) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). São elas: A Gentil Carioca, Central Galeria, Galeria Leme, Galeria Luisa Strina, Galeria Vermelho e Mendes Wood DM.

Anúncio

O tema da exposição da A Gentil Carioca é ‘Tempo’ e apresenta obras dos artistas João Modé, Laura Lima e Rodrigo Torres. Em uma das obras expostas, de Laura Lima, intitulada Bosch Picotado, a artista reproduz ‘Tentações de Santo Antão’, de Hieronymus Bosch, pintado entre 1945 e 1500.

A Central Galeria preparou a exposição ‘Documentos da Barbárie’, um projeto solo de Lourival Cuquinha, que propõe uma investigação ao passado que ainda é presente, contando histórias do ponto de vista de atores subjugados e abordando temas como exclusão social, luta dos povos indígenas e meio ambiente. Esta é a estreia do artista pela Central Galeria, e o público pode esperar retratos de uma contemporaneidade violenta do universo de temas urgentes de nosso país, como a deterioração do meio ambiente, a usurpação dos direitos dos povos indígenas e o abandono da população em situação de rua.

A Galeria Leme apresenta trabalhos de Sandra Gamarra, Jaime Lauriano e Flávio Cerqueira, na temática ‘As margens ainda estão dentro’. As obras questionam conceitos de hegemonia, especialmente no que se refere à marginalização e à memória. O público poderá mergulhar na história e refletir sobre incertezas do passado relacionadas com raça e identidade, aprendendo com o que já aconteceu para compreender melhor o que estamos vivendo e se preparar melhor para o futuro.

A Galeria Luisa Strina apresenta a exposição ‘La mala hora’, composta por obras dos artistas Jorge Macchi, Magdalena Jitrik, Marcius Galan e Renata Lucas, que trazem a estrutura do espaço-tempo do momento atual. As obras permitem observar instabilidade, fragilidade, deriva e atrito.

Receba Notícias de Exposições e Eventos em geral em nosso grupo no Whatsapp!
*Só nós postamos no grupo, então não há spam! Pode vir tranquilo.

A Galeria Vermelho traz um projeto solo da artista Claudia Andujar sobre os povos indígenas Yanomami, que vivem na floresta Amazônica. Desde 1970, a artista luta, através da arte fotográfica, para defender este povo que está ameaçado por conta de atividades ilegais de mineração. Seus registros mostram a cultura xamânica dos Yanomami e, com aplicação de diferentes técnicas, trazem imagens com camadas, movimento, drama e intimidade. A exposição, intitulada ‘A Luta dos Yanomami’, já passou por São Paulo (IMS), Milão (Triennale), Paris (Fondation Cartier), e atualmente está em Londres (Barbican Centre).

A Mendes Wood DM apresenta oito novas obras do artista franco-argelino Neïl Beloufa, que desconstruiu a linha entre as realidades digital e física. Realidade e ficção, causa e efeito, presença e ausência, são as polaridades que dão forma ao seu trabalho. Desenvolvendo sua reflexão através de esculturas, vídeos, pinturas e instalações, Beloufa consegue desconstruir as crenças do sistema contemporâneo ao se movimentar entre o real e o imaginário.

Galerias do projeto Latitude ganham mais visibilidade através de plataformas digitais

O meio digital tornou-se imprescindível para galerias de arte de todo mundo divulgarem os trabalhos de seus artistas representados, quebrando fronteiras e alcançando públicos de diversos cantos do globo. Sabendo deste movimento e tendência, o projeto Latitude trabalha cada vez mais para inserir suas galerias em importantes plataformas digitais do mercado de arte contemporânea.

Um dos frutos deste trabalho é a inserção de 14 galerias apoiadas pelo Latitude na ArtNexus OVR com páginas dedicadas a cada uma delas na plataforma. Para ter acesso às obras expostas basta entrar no site, clicar em ‘Viewing Room’ e procurar pelo nome da galeria.

Inscreva-se para receber as Novidades sobre Eventos
e o Universo das Artes primeiro!

Na plataforma Artsy, uma das mais reconhecidas do mercado, a feature page lançada no mês passado com o tema ‘Brazilian Contemporary Art’ traz também obras de galerias apoiadas pelo projeto Latitude. Na página, o público pode encontrar uma obra de cada uma das 20 galerias apoiadas na plataforma desde o segundo semestre de 2020. Para acessar basta acessar o link https://www.artsy.net/feature/latitude.

Para visualizar as exposições, basta entrar na plataforma do evento: https://www.artbasel.com/ovr

Sobre o Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad

O Latitude é um programa desenvolvido por meio de uma parceria firmada entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea – ABACT e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, para promover a internacionalização do mercado brasileiro de arte contemporânea. Criado em 2007, conta hoje com quase 60 galerias de arte do mercado primário, localizadas em sete estados brasileiros e Distrito Federal, que representam mais de 1000 artistas contemporâneos. Seu objetivo é criar oportunidades de negócios de arte no exterior, fundamentalmente através de ações de capacitação, apoio à inserção internacional e promoção comercial e cultural.

O volume das exportações definitivas e temporárias das galerias do projeto Latitude vem crescendo significativamente. Em 2007, foram exportados US$ 6 milhões e, de acordo com a última Pesquisa Setorial Latitude publicada, em 2017 atingiu-se mais de US$ 65 milhões. As galerias Latitude foram responsáveis por 42% do volume total das exportações do setor no ano.

Desde abril de 2011, quando a ABACT assumiu o convênio com a Apex-Brasil, foram realizadas 48 ações em mais de 26 diferentes feiras internacionais, com aproximadamente 300 apoios concedidos a galerias Latitude. Neste mesmo período, foram trazidos ao Brasil aproximadamente 250 convidados internacionais, entre curadores, colecionadores e profissionais do mercado, em 23 edições de Art Immersion Trips. Além dessas ações, o Latitude realizou cinco edições de sua Pesquisa Setorial, com dados anuais sobre o mercado primário de arte contemporânea brasileira.

Deixe um comentário