Home / Arte / Camilla Sanpe – “Arte com Emoção e Equilíbrio”, por Edmundo Cavalcanti

Camilla Sanpe – “Arte com Emoção e Equilíbrio”, por Edmundo Cavalcanti

Edmundo Cavalcanti é Artista Plástico, Colunista de Arte e Poeta.

Edmundo Cavalcanti é Artista Plástico, Colunista de Arte e Poeta.

1- Onde você nasceu? E qual sua formação acadêmica?

Nasci no Rio de Janeiro. Comecei em um curso perto de minha casa em 1996. Estudei em alguns ateliês, fiz workshop e sou formada em educação artística com habilitação em artes plásticas.

2- Como e quando se dá o seu primeiro contato com as Artes?

Identificando-me com arte e trazendo ela para o dia a dia. Tanto em estudos como na prática.

3- Como surgiu ou você descobriu este dom?

Desde bebê. Disse-me minha avó quando viu meus rabiscos abstratos. Ela disse que eu seria artista. Não é que foi?

Camilla Sanpe é Artista Plástica.

Camilla Sanpe é Artista Plástica.

4- Quais são suas principais influências?

Realismo, moderno, impressionismo, pop art.

5- Quais os materiais que você utiliza em suas obras?

Gosto da versatilidade em experimentar novas ferramentas. Do grafite até o óleo. Nesses experimentos já usei papel, glitter, raspagem e massa de parede.

6- Como é o seu processo criativo em si? O que te inspira?

A natureza me fascina. Um instrumental, incenso, plantas ao redor e meus gatinhos.

7- Quando você começou efetivamente a produzir ou criar suas obras?

Em 2009.

8- A arte é uma produção intelectual primorosa, onde as emoções estão inseridas no contexto da criação, porém na historia da arte, vemos que muitos artistas são derivados de outros, seguindo técnicas e movimentos artísticos através do tempo, você possui algum modelo ou influência de algum artista? Quem seria?

Sou eclética. Tenho várias influências: Caravaggio, Rembrandt, Monet, Van Gogh, Warrol e Kandinsky.

9- O que a arte representa para você? Se você fosse resumir em poucas palavras o significado das Artes na sua vida…

A arte mostrou-me que, é além do pincel. Encontro com minhas emoções, equilíbrio. Ensina-me a levar uma mensagem para o mundo melhor.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

10- Quais as técnicas que você usa para expressar suas ideias, sentimentos e percepção a cerca do mundo? (Se é através da pintura, escultura, desenho, colagem, fotografia… ou usa várias técnicas no sentido de fazer um mix de formas diferentes de arte).

Me identifiquei com o impressionismo e aquarela.

11- Todo artista tem seu mentor, aquela pessoa a quem você se espelhou que te incentivou e te inspirou a seguir essa carreira, indo adiante e levando seus sonhos a outros patamares de expressão, quem é essa pessoa e como ela te introduziu no mundo das artes?

Tive alguns nessa caminhada, mas o que fez a diferença foi o Ricardo Chancafe. Ele me ensinou a olhar além da técnica.

12- Você tem outra atividade além da arte? Você ministra aulas, palestras etc.?

Sim. Sou professora de desenho e pintura. Meu atelier fica na Zona Norte do Rio de Janeiro.

13- Suas principais exposições nacionais e internacionais e suas premiações? (Mencione as 5 mais recentes)

Clube Naval, Clube Militar, Festival 6 continentes ( Fui curadora ) e Art com expo internacional com ( online) Baronesa Jiselda Salbu.

14- Seus planos para o futuro?

Sempre aprender mais e levar meu conhecimento adiante. E ser reconhecida.

15- Em sua opinião qual é o futuro da arte brasileira e dos seus artistas? (no contexto geral) e porque tantos artistas estão dando preferência em mostrar seus trabalhos em exposições internacionais apesar dos altos custos?

Eu vejo futuro no Brasil, temos tanta riqueza! Só falta a mudança da mente que arte só tem valor fora. Agradecer também pelo seu projeto que tem incentivado muitos artistas a não desistir dos seus sonhos.

Infelizmente a cultura são para poucos, e essa minoria que tem condições, investe para tentar o mercado para status e reconhecimento.

Facebook: Camilla Sanpe | Camilla Sampe Art

Instagram: @csanpeart | @csestudiode

.

….

.

Comentários

1- Onde você nasceu? E qual sua formação acadêmica? Nasci no Rio de Janeiro. Comecei em um curso perto de minha casa em 1996. Estudei em alguns ateliês, fiz workshop e sou formada em educação artística com habilitação em artes plásticas. 2- Como e quando se dá o seu primeiro contato com as Artes? Identificando-me com arte e trazendo ela para o dia a dia. Tanto em estudos como na prática. 3- Como surgiu ou você descobriu este dom? Desde bebê. Disse-me minha avó quando viu…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie a entrevista! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.9 ( 1 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*