Home / Arte / Decoração oriental: para deixar sua residência mais zen!
Foto: Fundo foto criado por pressfoto - br.freepik.com
Foto: Fundo foto criado por pressfoto - br.freepik.com

Decoração oriental: para deixar sua residência mais zen!

A decoração oriental está conquistando cada vez mais pessoas que desejam trazer sensação de paz e tranquilidade para o lar. E isso não diz respeito apenas às decorações adotadas na China e no Japão.

Quem admira a cultura asiática pode acrescentar detalhes que remetem a outros países, como Tailândia, Turquia, Malásia e índia. Inclusive, pode misturar todas elas para trazer ainda mais personalidade à decoração.

No entanto, é preciso estar atento à harmonia e equilíbrio da decoração, pois a intenção é transformar o ambiente em um local mais zen.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

O melhor de tudo é que, para entrar no clima e adotar esse estilo, não é necessário transformar a casa em um verdadeiro templo asiático, pois também é permitido misturar alguns toques da cultura oriental.

Para chegar a esse resultado incrível é importante saber como fazer isso, para trazer mais beleza e charme para dentro de casa, mesclando móveis e decoração de um jeito único.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre a decoração asiática, principais características e dar algumas dicas para você aplicá-la em sua residência sem errar em nenhum detalhe.

O que é decoração asiática?

A decoração asiática está conquistando cada vez mais pessoas que querem repaginar o lar e até o escritório, ou estão decorando esses espaços pela primeira vez.

Sua credibilidade vem crescendo cada vez mais, o que tem aumentado a quantidade de lojas especializadas nesse tipo de decoração.

Por isso, está mais fácil encontrar itens para sacadas de vidro, móveis e objetos decorativos inspirados no tema.

De um modo geral, esse estilo apresenta várias facetas, pois é inspirado no que há de melhor nos países asiáticos. E dentre os preferidos estão:

  • Japão;
  • China;
  • Índia;
  • Tailândia;
  • Arábia Saudita.

Eles estão cada vez mais introduzidos em nosso mundo ocidental, e esta mistura de elementos resulta no que há de melhor na decoração asiática, que aos poucos está conquistando os lares brasileiros.

No Brasil, o estilo tem se popularizado porque remete à paz e à tranquilidade, bem como torna os ambientes mais zens. Só que para chegar a esse resultado, é importante conhecer as características do estilo.

Características da decoração asiática

Para que a decoração do lar fique totalmente de acordo com os padrões asiáticos e traga todos os seus benefícios, é importante estar atento a algumas características, tais como:

Equilíbrio e harmonia

A decoração asiática preza por um ambiente harmonioso e em equilíbrio, que convide à prática da meditação, desde os pré fabricados de concreto até o último detalhe do acabamento.

Também é focado na premissa do ser ao invés do ter, pois remete a uma cultura focada no crescimento interior, da mente e do espírito.

Minimalismo

É uma decoração minimalista, ou seja, não é focada no acúmulo de objetos decorativos, preferindo ambientes mais simples, sem muitos jogos de cores ou cores muito fortes.

Decorações características da Ásia

A decoração asiática é bem específica e marcante, mas ao mesmo tempo simples e leve. Isso envolve peças de design, esculturas, móveis em madeira e iluminação característica.

Dicas para uma decoração asiática perfeita

Tendo em vista quais são as principais características da decoração asiática, fica mais fácil aplicá-la e escolher a fabrica de tecidos e a loja de móveis que vão ajudar a compor o estilo.

No entanto, é preciso conhecer algumas dicas para saber escolher tudo o que fará parte dessa decoração. Dentre as principais estão:

1 – Camas mais baixas

Quando pensamos nesse tipo de decoração, logo nos vêm à mente as camas mais baixas.

Isso porque, para os japoneses, dormir mais próximo do chão faz com que a terra absorva nossa energia e renove-a.

Por isso eles preferem camas mais baixas, então esta é uma escolha perfeita para quartos mais casuais, onde o objetivo principal é relaxar.

2 – Usar muita madeira

A madeira é uma matéria-prima intrínseca dos países orientais. Para garantir uma decoração dentro desse estilo, é importante pensar em móveis, divisórias e até paredes feitas deste material.

A madeira tem presença forte no piso, nas divisórias e até como moldura de espelhos que permitem a harmonia perfeita dos espaços.

3 – Cores claras e neutras

Para que o estilo entre no clima minimalista asiático, os armários planejados para quarto e outros componentes precisam ser mais suaves.

Para isso, é necessário optar por uma cartela de cores em tons claros, como o nude e o branco.

4 – Usar biombos

Os biombos são muito bonitos e decorativos, além de versáteis e úteis. Por isso são parte da decoração oriental, dividindo perfeitamente espaços que são integrados.

Garantem intimidade a determinado cômodo, ou podem fazer parte apenas do estilo de decorar. Podem ser feitos de madeira ou bambu, além disso também é possível encontrar as versões com estampa.

Inclusive, para quem quer deixar o espaço com a cara da decoração asiática, pode optar por estampas como cerejeiras, dragões e gueixas. Quem não deseja dividir ambientes, pode usá-lo próximo ao sofá ou na cabeceira da cama.

Nessas situações, o biombo atua como um bonito painel estampado que decora uma parede vazia e combina perfeitamente com a decoração asiática.

5 – Móveis de origem asiática

É possível encontrar em uma fábrica de móveis planejados itens de origem asiática, como a cama futon.

É uma cama japonesa formada por um colchão confeccionado com várias camadas de algodão, colocado em cima de um tatame de madeira.

Outra opção é usar uma cama de base mais baixa e um colchão estilo futon. Para dar um toque final característico podem ser combinados acessórios decorativos, como roupas de cama leves que remetem à atmosfera asiática.

6 – Outros complementos

Além desses elementos já citados, também é possível optar por estofados sob medida com características asiáticas, como altura mais baixa. Outro exemplo é a madeira talhada, que pode fazer parte de outros ambientes da casa.

Esta é uma das principais características da decoração japonesa, que pode ser adaptada para os lares brasileiros por meio de itens como almofadas e pufes coloridos no chão, com mesinhas de centro para um ambiente leve e descontraído.

Os futons podem ser aproveitados além dos dormitórios, como na sala de estar e também na varanda. Ao escolher o estilo oriental que mais agrada, o próximo passo é investir em luminárias e lanternas com estilo tailandês, por exemplo.

Almofadas e tapetes indianos também são muito bonitos e ajudam a compor o ambiente, mesmo se for feita uma restauração de pisos de madeira. Aliás, esse procedimento é importante, uma vez que a madeira é parte fundamental desse estilo.

Outra dica é investir em vasos de porcelana chinesa, estátuas budistas ou hinduístas, banquinhos e pufes estampados, quadros que remetem à cultura oriental e muitas outras opções.

Os estilos podem ser separados, mas também é possível fazer uma decoração oriental eclética, sempre equilibrando os elementos que a compõem.

7 – Elementos que aproximam da natureza

Os elementos naturais são parte intrínseca da decoração asiática. Como materiais predominantes temos a madeira e o bambu, que podem ser empregados em móveis, luminárias pendentes para balcão e outros itens.

O principal objetivo é proporcionar um clima mais natural dentro de casa. Os tecidos também devem ser bem escolhidos, e dentre os principais estão o algodão, a seda e o linho.

Caso a preferência seja por uma decoração mais rústica, como no caso do sudeste asiático (Tailândia, Indonésia etc.), o ideal é optar pelas fibras naturais como a palha, o rattan e o vime.

Essas fibras podem compor vários itens, como cestos, coberturas para sofás, banquinhos e cadeiras.

8 – Paredes estampadas

Desenhos e imagens que tragam à tona a cultura oriental podem estampar as paredes, por meio de papéis, painéis, pinturas e até adesivos.

Alguns dos principais desenhos usados nessas decorações são peixes, flores, templos e aves.

Dependendo da quantidade de elementos nas paredes, outras necessidades da decoração podem ser dispensadas.

Mesmo assim, é importante dosar essa opção, pois se a escolha for um papel de parede muito chamativo e colorido, o ideal é usá-lo em apenas uma parede, equilibrando a composição com outros elementos da decoração.

Conclusão

A cultura oriental é bonita e tem como foco a essência do ser humano e o crescimento interior.

Por isso, muitas pessoas que buscam sua paz e equilíbrio querem levar para dentro de suas casas esse mundo tão distante do nosso.

Com a decoração oriental, o lar fica muito mais aconchegante e harmonioso, proporcionando momentos de reflexão e paz interior, que são tão importantes em nosso dia a dia.

Então, para alcançar esses benefícios, basta entender um pouco mais desse estilo decorativo.

Seguindo nossas dicas, é possível incluir a decoração asiática na sua casa do jeito certo e aproveitar cada momento zen que ela vai proporcionar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários

decoração oriental está conquistando cada vez mais pessoas que desejam trazer sensação de paz e tranquilidade para o lar. E isso não diz respeito apenas às decorações adotadas na China e no Japão. Quem admira a cultura asiática pode acrescentar detalhes que remetem a outros países, como Tailândia, Turquia, Malásia e índia. Inclusive, pode misturar todas elas para trazer ainda mais personalidade à decoração. No entanto, é preciso estar atento à harmonia e equilíbrio da decoração, pois a intenção é transformar o ambiente em um local mais zen. O melhor de tudo é que, para entrar no clima…

Revisão Geral

Excelente!!

Sumário : Avalie o artigo! Agradecemos sua participação!!

Avaliação do Usuário: 4.9 ( 1 votos)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*