Home / Arte / Filósofo Fabiano de Abreu lançará livro “Viver Pode Não Ser Tão Ruim” em Angola dia 18 de abril
Fabiano de Abreu. Foto: Gabriela Mello / MF Press Global.

Filósofo Fabiano de Abreu lançará livro “Viver Pode Não Ser Tão Ruim” em Angola dia 18 de abril

O escritor e filósofo Fabiano de Abreu, aceitou o convite feito pela Universidade Gregorio Semedo para lançar seu livro “Viver Pode Não Ser Tão Ruim” em Luanda, capital da Angola no dia 8 de abril às 18h do horário local para 800 pessoas.

A imprensa angolana estará presente no local para acompanhar o evento que terá cunho motivacional, apoio aos estudantes e pessoas em geral. Fabiano de Abreu também dará entrevistas de TV na Zap, RTP, TPA e TV Zimbo, emissoras de Angola, e uma entrevista exclusiva para o maior canal da imprensa angolana, o Platina Line.

O livro da Editora Albatroz ficará disponível na biblioteca da Universidade Gregorio Semedo, assim como está na Biblioteca Municipal São Lázaro, a mais antiga de Lisboa, e na Biblioteca Municipal de Castelo de Paiva, também em Portugal.

Fabiano é dono de algumas das frases que viraram marca como: “Eu parto do princípio da prova, não sou de palavras e promessas”, “O mais difícil não é fazer ficar famosa e sim, se manter famosa”, “Para ser famoso(a) precisa se movimentar, gerar conteúdo”, “Ser famoso com respeito é diferente de simplesmente ser famoso, seu nome e sua imagem é a sua vida e seu legado”, “Ser famoso não é fácil, um erro pode ser fatal”, entre muitas outras.

Filósofo e poeta de nascimento, desde muito pequeno se aventurou a escrever frases e poemas que eram ignorados por seus professores acreditando que não era de sua autoria mesmo sem tê-los verificado. Quando jovem, rebelde, chegou a ser convidado a se retirar da escola onde estudava, não acontecendo isso devido a seu teste de QI ter superado a média e ser considerado dotado, permanecendo assim na escola como garantia de uma faculdade do governo, o que aconteceu em psicologia, onde não se interessou em cursar até o final, devido a desavenças com os conceitos dos professores em reafirmar teorias que para Fabiano não eram cabíveis.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Em 2016, com a maioria de suas frases e poesias perdidas ao longo do caminho, por incentivo de um amigo jornalista que era fã de suas frases postadas no Facebook, Fabiano resolveu escrever um livro, mas sem frases documentadas, em 15 dias dedicou 2 horas de seus dias e pensar na vida e reescrever seus pensamentos em papel. Suas frases foram aceitas pela editora Albatroz do Brasil que logo fez o lançamento online. Filho de português e apaixonado pela terra de suas origens, foi em Portugal que Fabiano decidiu fazer o primeiro lançamento físico do livro na Biblioteca Municipal de Castelo de Paiva, a cidade que o abraçou e se encantou com suas frases colocando a disposição de alunos jovens e idosos para leitura, não muitos meses depois, quem convidou o escritor para o lançamento foi a biblioteca de São Lázaro, a mais antiga de Lisboa, na capital portuguesa, onde hoje encontra-se disponível na prateleira de filosofia para quem quiser ler. Querido por muitos angolanos, o escritor sempre recebe em seu país muitos dos nomes importantes em Angola no meio empresarial e artístico, chegando a conviver não só no Rio de Janeiro mas em Lisboa com muitos que se tornaram seus amigos o que resultou no convite para o lançamento do livro no Auditório do Anfiteatro da Universidade Gregorio Semedo em Luanda no dia 18 de Abril. No Brasil, pelo caminho inverso, Fabiano decidiu lançar seu livro no dia 30 de Julho, dia em que completa 36 anos de idade.

Sobre o livro “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”

“O livro trata de todo tipo de tema e situação, coisas que passavam em minha cabeça, coisas que eu via ou vivia e transportava para o papel. Em minha vida conheci muita gente, por 10 anos fui importador viajando o mundo e hoje em dia assessor artístico, ambos os meios se conhece muita gente o todo tempo. Temos pedras no caminho todo tempo, viver é uma guerra, não chamaria de viver e sim sobreviver, sobrevivemos com o peso de termos que ser melhor em tudo que fazemos e com o peso da obrigação financeira para conduzir uma vida. A vida pode ser maravilhosa se nós quisermos que seja maravilhosa, tudo é resultado de escolha e atitudes, não podemos ser simplesmente livres fazendo o que der e o que pode, temos que saber jogar o jogo da vida e manipular a nós mesmos meios e artifícios para ter uma vida melhor. O fato de sobreviver não quer dizer que não podemos viver nesta sobrevivência. Temos que aprender a viver na sobrevivência”, afirma Fabiano de Abreu.

É importante ressaltar que não é fácil um escritor brasileiro lançar um livro em Portugal, país que tem um conceito de literatura muito complexo. Para ser considerado filósofo em Portugal é preciso ter um registro que se consegue após um curso ou faculdade.

O escritor, filósofo, assessor de imprensa e jornalista explica que o livro aborda ocasiões que ele já passou, ouviu falar ou viu com seus próprios olhos: “As ideias acontecem quando temos certeza que aconteceram e no que resultou. Hipóteses não são palpáveis como experiência para servir de lição. A experiência de vida me ajudou muito pois fui rico e quebrei, depois recomecei minha vida, vivi a experiência sentimental da movimentação financeira e o resultado disso tudo. Cheguei a conclusões que acredito que só quem vai do céu ao inferno pode saber. Só não tive a experiência de estar próximo a morte ainda, espero não ter também, mas seria uma outra experiência que eleva o conhecimento a tipos de assuntos que só quem viveu pode saber. Toda carga de experiência na vida que faça diferença e fique na memória foi significante para que sirva de lição e aprendizagem para se passar adiante”.

O autor conta também como desenvolveu as ideias da obra “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”. “Gosto de passar muito tempo sozinho, é realmente a melhor hora para pensar pois não precisamos pensar em agradar quem está a nosso lado ou servir a esta pessoa, o que nos tira a concentração. Anotei trechos que vinham à mente até mesmo dirigindo ou em um bate-papo com alguém. Anoto em meu Evernote. Penso muito, penso todo tempo, até quase enlouqueço por isso. Já até fui no psiquiatra para pensar menos (risos), mas preferi não seguir com os remédios pois não quero pensar menos, meu trabalho exige que eu tenha ideias para bolar conteúdos e fazer pessoas ficarem famosas. É tão hilário pois a fama é tão chata às vezes e eu trabalho com isso. A fama é boa para ganhar dinheiro, pois a popularidade resulta nisso. Se o filho do fazendeiro soubesse como é boa a vida que tem, não estaria deixando o interior tão vazio para a loucura das cidades grandes. Penso no futuro escrever no silêncio da montanha olhando o verde e o céu”, finaliza Fabiano de Abreu.

BIOGRAFIA

Fabiano de Abreu foi um dos grandes importadores de tecnologia no Brasil sendo vítima em 2008 da crise, assistiu seu grupo de empresas acabar e sentiu o gosto de uma nova vida sem capital financeiro tendo que recomeçar. Mas parece que o impacto foi uma solução para que encontrasse seu novo caminho, em 2017 ele já abraça 4 dos maiores títulos no Brasil, um de jornalista revelação em 2015, com suas colunas e notícias de grande repercussão nacional no mundo das celebridades. Em 2016 o prêmio de jornalista que mais criou personagens para imprensa brasileira, também em 2016 o prêmio de melhor assessor de imprensa para divulgação de filmes nacionais e TV e agora em 2017 como o melhor assessor de imprensa do país. Proprietário da MF Press Global que já foi MF Assessoria e MF Models, a empresa hoje tem sedes nos Estados Unidos, Chile, Portugal e agora em Angola, país que reconheceu Fabiano como o assessor que divulgou e repercutiu o astro angolano Adi Cudz no Brasil. Além de fazer notícias de angolanos no país como o caso de Paul G e uma matéria de repercussão internacional. Hoje o grupo MF liderado por Fabiano de Abreu além de assessorar artistas como cantores, atores, modelos, médicos e empresas, também se tornou um grupo de comunicação para auxiliar jornalistas no Brasil e como correspondente para Portugal, América Latina e Angola, além de produzir notícias em canais afiliados. Fabiano escreve para algumas colunas em canais renomados como o Cartão de Visita do R7 da Record, o esportivo Lance, Fofoca.TV e Live News Brasil e Portugal. É radialista no Ubook, radio virtual e na rádio Arraial, em Porto Seguro na Bahia em um programa de debate. A MF também é uma empresa de midia social, marketing artístico e esportivo além de muitos outros seguimentos.

Comentários