Home / Arte / Intervenções urbanas de Estevan Reder em exposição no Museu da Fotografia
Lambe-lambe Viaduto Capanema. Foto: Divulgação.

Intervenções urbanas de Estevan Reder em exposição no Museu da Fotografia

A exposição fotográfica “Ser Passagem” que conta também com intervenção em lambe-lambe em escala monumental pelo centro Curitiba, abre para visitação nesta terça-feira (13), às 19h, no Museu da Fotografia Cidade de Curitiba no Solar do Barão.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

O fotógrafo Estevan Reder que tem seu trabalho reconhecido na fotografia com intervenções em várias capitais do Brasil e América Latina usando a técnica de lambe-lambe, traz oito imagens em escala aumentada para o Museu e para a rua. O cotidiano das pessoas nas diversas capitais do Brasil e da América Latina é o alimento substancial para a obra do fotógrafo. Em todo seu acervo, são as pessoas andando pelas ruas das cidades que contribuem para a análise que o fotógrafo tem sobre a sua obra focada essencialmente no ser humano.

Depois de fotografadas, essas pessoas são “transportadas” de um lugar para o outro através da técnica de lambe-lambe – impressão digital em papel, recortada e aplicada nas ruas em escala natural. As imagens que viram intervenção urbana, são provocativas e chamam o público a questionar a informação de sua presença em sua ausência de um corpo não corpo. Do estabelecimento de vínculos materiais e simbólicos, da apropriação do espaço e do tempo da vida de outros é a síntese de todo o trabalho do fotografo que tem se fundamentado também no transporte dos seres de um lugar para o outro anonimamente.

A exposição

Em cartaz até o dia 12 de fevereiro de 2017, “Ser Passagem” leva para o Museu da Fotografia oito imagens ampliadas de pessoas cuja imagem não estará lá, apenas o entorno onde ela foi fotografada. Em seguida, através de um mapeamento, a imagem dessas pessoas será ampliada em escala monumental e distribuídas em diversos pontos centrais da cidade. O conceito da exposição/intervenção é parte de todos os processos de pesquisa e identidade do trabalho de Estevan.

Sobre o fotógrafo

Estevan Reder é formado em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda iniciando seu trabalho com fotografia há mais de 07 anos. Coordenou laboratório de revelação fotográfica para cursos de Jornalismo e Arte, fez participação no programa Decora da GNT apresentando seu trabalho em técnica em lambe e em seguida foi publicado pela Revista Casa e Jardim com o mesmo conteúdo apresentado no programa.

Suas intervenções podem ser vistas por diversas capitais do Brasil e América Latina com destaque para a ação no Edifício Moinho Rebouças – Fundação Cultural de Curitiba junto ao projeto Subtropical e nas escadarias do TUC – Teatro Universitário de Curitiba.

Fez parte do projeto “Relative Project” do fotografo canadense Wayne Eardley etapa Brasil para a revista on line National Geografic. Seu trabalho pode ser visto também nas exposições do Clube da Colagem de Curitiba no Sesc Centro e no Atelier Soma. Participou da quinta edição da feira de lambes Red Bull Station em São Paulo.
www.vantees.org

SERVIÇO:

Exposição SER PASSAGEM, de Estevan Reder
Local: Museu da Fotografia – Solar do Barão
Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 – Centro, Curitiba
Horário de visitação: das 9h às 12h e 14h às 18h (3ª a 6ª feira) e 12h às 18h (sábado e domingo)

Entrada franca

Comentários

Um comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*