Home / Arte / O Instituto Italiano de Cultura promove a 3ª edição do Ciclo de Encontros “Ateneo Virtuale”
Franco Arminio. Foto: Divulgação.
Franco Arminio. Foto: Divulgação.

O Instituto Italiano de Cultura promove a 3ª edição do Ciclo de Encontros “Ateneo Virtuale”

O Instituto Italiano de Cultura promove a 3ª edição do Ciclo de Encontros “Ateneo Virtuale” para abordar temáticas da literatura, da arte, do cinema e do teatro italiano, gratuitamente para o público participar em casa.

O próximo encontro será entre o Prof. Paolo Torresan da UFF e Franco Arminio, fotógrafo e um dos poetas mais amados do atual panorama italiano, que luta para defender as pequenas cidades, especialmente as do sul da Itália, ameaçadas pelo despovoamento. Quinta-feira, dia 16 de julho, às 16h30, na plataforma ZOOM.

3ª edição do ciclo de encontros “Ateneo Virtuale”

Quinta-feira, dia 16 de julho, às 16:30, no Zoom.

Com Prof. Paolo Torresan da UFF e o poeta italiano Franco Arminio

Inscrições pelo e-mail: centro.iicrio@esteri.it ou pelo WhatsApp através do número (21) 3534.4344

O Instituto Italiano de Cultura realiza nesta quinta-feira, 16 de junho, às 16h30, a 3ª edição de “Ateneo Virtuale”, um ciclo de encontros, entrevistas e conversas, abordando temáticas ligadas à literatura, à arte, ao cinema e ao teatro, realizados com docentes acadêmicos da Itália e do Brasil.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Após o sucesso das duas primeiras edições – a primeira sobre Raffaello e o Renascimento italiano e a segunda sobre o ator Alberto Sordi – no terceiro encontro de “Ateneo Virtuale”, o professor de Língua e Literatura Italiana da UFF, Paolo Torresan convidará o poeta e documentarista italiano Franco Arminio para conversar sobre ações viáveis, que possam minimizar o despovoamento dos vilarejos do interior da Itália. Franco Arminio luta para defender as pequenas cidades, especialmente as do sul da Itália, ameaçadas pelo despovoamento.

Me façam um favor”, diz Franco Armínio, ao final de cada reunião com o público, “vão visitar um vilarejo menor de onde vocês moram. Se seu vilarejo tiver seis mil habitantes, visitem um que tenha quatro mil, se tiver quatro mil, vão para um menor. Procurem uma pessoa idosa, sentem-se ao lado dela e ouçam o que ela tem a dizer”.

Os vilarejos precisam ser salvos primeiros com os olhos, com nosso olhar. “Salve-os com os olhos”, escreve Arminio em um de seus poemas mais belos.

Há mais de vinte anos, o poeta e cientista da paisagem, Franco Arminio, escreve e se ocupa dessa temática. Para ele o paisagismo nada mais é do que uma forma de atenção.

Talvez não sejam as cidades que salvarão os países, mas o contrário. Deveríamos começar a pensar que as aldeias do interior da Itália, aquelas abandonadas pela política, são na verdade a riqueza de uma nação, composta por uma miríade de pequenos municípios e atravessada verticalmente de uma longa cordilheira hoje cada vez mais desabitada”.

No encontro o convidado italiano também abordará sobre a sua poesia, sobre o estado da poesia na Itália, sua relação com os leitores e o valor cívico de viver hoje, sobre como preencheu seu tempo durante a pandemia e como está se sentindo diante de tantas incertezas, morando na Itália, um dos países mais afetados pelo Covid-19.

Os interessados deverão inscrever-se pelo e-mail centro.iicrio@esteri.it ou pelo Whatsapp através do número (21) 3534.4344. A plataforma escolhida foi o Zoom.

Sobre Franco Arminio

Um dos poetas mais amados do atual panorama italiano, Franco Arminio luta para defender as pequenas cidades, especialmente as do Sul da Itália, ameaçadas pelo despovoamento. É também documentarista e fotografo. Fundou a “Casa della Paesologia” em sua cidade natal, Bisaccia (Avellino) e o festival La luna e i calanchi em Aliano. Faz parte da sua poética a atenção para as pequenas coisas, o sentido para a fugacidade da vida, a paixão por sua terra, a Irpinia, e um abraço fraterno a todas as formas de vida.

Paolo Torresan. Foto: Divulgação.

Paolo Torresan. Foto: Divulgação.

Sobre Paolo Torresan

Paolo Torresan ensina língua e literatura italianas na Universidade Federal Fluminense (Niterói, Brasil). Sua área de pesquisa é o ensino da língua italiana para estrangeiros. Paolo Torresan realizou pesquisa / ensino na Universidade Ca ‘Foscari (Veneza), na Universidade de Catania (campus de Ragusa), na Universidade de Verona, nas Universidades Complutenses e Autônomas de Madri, na Universidade de Lancaster, em Santa Mônica. College (Califórnia) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Paolo Torresan realizou pesquisa / ensino na Universidade Ca ‘Foscari (Veneza), na Universidade de Catania (campus de Ragusa), na Universidade de Verona, nas Universidades Complutenses e Autônomas de Madri, na Universidade de Lancaster, em Santa Mônica College (Califórnia) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

SERVIÇO:
Ateneo Virtuale – Ciclo de encontros
Os interessados deverão inscrever-se pelo e-mail centro.iicrio@esteri.it ou pelo WhatsApp através do número (21) 3534.4344.
Data: 16 de julho de 2020 – Quinta-feira
Horário: 16h30
Local: Online
Ingresso: Entrada franca
Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro
Facebook: iicriodejaneiro / Instagram: @iicrio / YouTube: iic rio
Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro:
Francesco Trapanese: (21) 98306 4437 stampa.iicrio@esteri.it

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*