Home / Arte / Realismo abstrato na Sala de Cultura Leila Diniz

Realismo abstrato na Sala de Cultura Leila Diniz

Exposição ‘Interfaces’ traz um olhar de esperança através da arte

Exposição Interfaces – Carlos CHA, Obra Mona. Foto: Divulgação.

Exposição Interfaces – Carlos CHA, Obra Mona. Foto: Divulgação.

A Sala de Cultura Leila Diniz abrirá sua programação 2018 no dia 2 de fevereiro com a exposição “Interfaces”, de Carlos Hélio, um taxista que vai colorir o espaço com suas telas que utilizam o realismo abstrato para retratar personalidades. A mostra fica em cartaz até dia 27 de fevereiro, com entrada gratuita.

Para o jornalista, publicitário e crítico de arte Henrique Morici, a técnica utilizada por CHA significa cor, energia e movimento. “Nas obras de CHA, reconhecem-se influências impressionistas e da pop art. Elas possuem um dinamismo muito atual, e seu estilo exprime a espontaneidade de um verdadeiro artista”, avalia.

Morador de Niterói, Carlos Hélio descobriu interesse por pintura através da arteterapia, método que ajudou na recuperação de uma cirurgia para tratamento de câncer, em 2016.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

“Não me considero um artista plástico. Sou um autodidata, amante das artes plásticas e compartilho meu trabalho para mostrar às pessoas que, mesmo passando por dificuldades, não devemos desistir. Sempre existe um novo caminho que nos conduz a sermos pessoas melhores”, afirma Carlos Hélio.

SERVIÇO
Exposição Interfaces – Carlos CHA
Local: Sala de Cultura Leila Diniz
Data: 02/02/2018 a 27/02/2018
De segunda a sexta, das 10h às 17h
Endereço: Rua Professor Heitor Carrilho, nº 81 – Centro, Niterói
Entrada Franca

.

Exposição Interfaces – Carlos CHA, convite. Divulgação.

Exposição Interfaces – Carlos CHA, convite. Divulgação.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*