Home / Arte / Curitiba integra nova diretoria do Fórum Nacional de Secretários de Cultura
Ana Cristina de Castro com o novo presidente Claudiney Carrasco ( à esquerda) e o presidente anterior Vinícius Palmeira (à direita). Foto: Divulgação.

Curitiba integra nova diretoria do Fórum Nacional de Secretários de Cultura

A presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, compõe a nova diretoria do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados. Ana Cristina foi escolhida vice-presidente do fórum, na assembleia geral do colegiado que foi realizada nesta semana em Maceió (AL). O novo presidente é o secretário de Cultura de Campinas, Claudiney Carrasco, que assume no lugar de Vinícius Palmeira, gestor da Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió.

Publicidade: Banner Luiz Carlos de Andrade Lima

Para Ana Cristina de Castro, a escolha de Curitiba para compor a diretoria do Fórum confirma o protagonismo da cidade no cenário nacional. “Curitiba é reconhecida por seus projetos culturais e suas iniciativas inovadoras em muitos setores. Estamos aqui para estabelecer essa parceria com outras cidades brasileiras e, num esforço conjunto, implementar ações que garantam a efetivação das políticas públicas de cultura”, disse Ana Cristina.

Além da definição dos diretores para o período 2019-2021, os gestores de diversas cidades do país discutiram o panorama nacional e as políticas na área cultural. Outro ponto da pauta foram os entraves que retardam ou até mesmo inviabilizam o repasse de recursos federais para as ações articuladas pelos municípios para o desenvolvimento da cultura local. Os municípios aguardam, por exemplo, a liberação dos recursos já assegurados para o audiovisual por meio da Agência Nacional do Cinema – Ancine.

Também foram discutidas as medidas para garantir os repasses de recursos das loterias federais para o Fundo Nacional de Cultura. A Fundação Cultural de Curitiba e a seccional paranaense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR) tomaram a iniciativa de levar o tema ao Fórum Nacional de Secretários de Cultura e uma ação civil pública foi ajuizada pela OAB-PR a fim de assegurar o recolhimento dos valores para o Fundo.

Dados apresentados na reunião indicam que a cultura representa 2,7% do PIB – Produto Interno Bruto e gera mais de R$ 1 milhão de empregos em aproximadamente 200 mil empresas do setor. Os gestores vão formalizar as deliberações e apresenta-las à Secretaria da Diversidade Cultural do Ministério da Cidadania.

Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*