Casa / Art / Il Centro Culturale Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB-RJ) presenta esposizione “Brasile n [centro di] Mappa”
Mappa del mondo in commemorazione del 2° Centenario dell'Indipendenza 2022. Stampato. 100x150cm. Collezione Paulo Protasio – Brasile. festeggiare 200 Gli anni del Brasile come nazione indipendente, abbiamo prodotto questa mappa del mondo con il Brasile al centro. L'idea è di portare maggiore chiarezza alla nostra posizione nel mondo e incoraggiarci a realizzare il nostro stesso protagonismo.. La posizione egocentrica ci permette di visualizzare il campo di risonanza delle nostre azioni nel mondo e, anche, capire le forze che ci influenzano. Un altro effetto è quello di presentarci i tre oceani nella loro interezza.. La consapevolezza che siamo circondati dagli oceani, non solo ci dà la dimensione della nostra possibilità di comunicazione con tutti i continenti e tutte le nazioni, ma ci invita anche ad agire in modo responsabile con questo ambiente che è la culla della vita sulla Terra. La produzione di questa mappa ha avuto il supporto del 5° Centro di Geoinformazione dell'esercito brasiliano.
Mappa del mondo in commemorazione del 2° Centenario dell'Indipendenza 2022. Stampato. 100x150cm. Collezione Paulo Protasio – Brasile. festeggiare 200 Gli anni del Brasile come nazione indipendente, abbiamo prodotto questa mappa del mondo con il Brasile al centro. L'idea è di portare maggiore chiarezza alla nostra posizione nel mondo e incoraggiarci a realizzare il nostro stesso protagonismo.. La posizione egocentrica ci permette di visualizzare il campo di risonanza delle nostre azioni nel mondo e, anche, capire le forze che ci influenzano. Un altro effetto è quello di presentarci i tre oceani nella loro interezza.. La consapevolezza che siamo circondati dagli oceani, non solo ci dà la dimensione della nostra possibilità di comunicazione con tutti i continenti e tutte le nazioni, ma ci invita anche ad agire in modo responsabile con questo ambiente che è la culla della vita sulla Terra. La produzione di questa mappa ha avuto il supporto del 5° Centro di Geoinformazione dell'esercito brasiliano.

Il Centro Culturale Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB-RJ) presenta esposizione “Brasile n [centro di] Mappa”

Aperto al pubblico nel mese della scoperta del Brasile, a mostra traz uma série de preciosidades da cartografia, como o primeiro mapa do litoral brasileiro, chamado ainda de Vera Cruz.

“A geografia não pode ser subestimada. Ela traz com clareza o porquê de nossa história – passato, presente e futuro. A questão ambiental traz a dimensão da interdependência e um olhar para além das fronteiras. É preciso evidenciar que somos parte de uma relação que não é somente Atlântica. O mundo velho nos olha como mundo novo. Chegou a nossa vez!" Paulo Protásio, Curatore della Mostra

Brasile n [centro di] Mappa

Di 20 Aprile a 20 Giugno

4º andar – CCBB-RJ

Comemorando os duzentos anos da independência e os trinta anos da realização da Rio-92, a primeira reunião global que somou governo e sociedade diante do desafio ambiental, é preciso revisitar o mundo e o continente sul-americano diante da realidade física que sustenta a política nacional e internacional do país. O Brasil está no centro do mundo e com ele a América do Sul. Para motivar esta reflexão, gli Centro Cultural Banco do Brasil di Rio de Janeiro (CCBB-RJ) inaugura il giorno 20 Aprile al esposizione Brasil no [centro di] Mappa, e apresenta uma série de preciosidades da cartografia. Sono 22 Mappe:, desde o século XVI até hoje, incluindo o Brasil no centro do mapa do mundo. A mostra traz ainda quatro mapas temáticos: emissão de CO2 por habitante, lixo plástico, unidades de conservação e energias renováveis. Outro ponto alto da exposição é “Cartografia de Anna Bella Geiger”, segmento da mostra que apresenta um vídeo inédito e três obras da série de cartografia (duas gravuras e uma caixa objeto) artista.





Influenciada pelo seu casamento com o renomado geógrafo brasileiro Pedro Geiger, Anna Bella Geiger desenvolveu um trabalho único com mapas, pelos quais é conhecida no mundo todo. E não poderia deixar de estar nesta exposição que oferece ao espectador tantas raridades da cartografia. "Baseada nos ‘ingredientes’ comuns a todos os mapas como projeção, scala, generalização, procuro, ou através do uso deliberado de distorções, ou por inserções de textos, obter significados cujo resultado é diverso ao do uso comum do mapa. Intinciono com isso criar um espaço representativo (supporto), para uma reflexão sobre o sistema de arte e seu circuito, mais especificamente no nosso contexto. O mapa é quem determina o local da ação. Tenho utilizado mais frequentemente duas representações, a de cartogramas de áreas contiguas – os mapas topológicos, e a tradicional projeção Mercator. Os territórios escolhidos são o mundo (Mapa-Mundi), a América Latina e o Brasil. O processo de informação desse trabalho depende, para a sua eficácia, de um esforço entre o leitor e o autor, cioè, do papel ativo de ambas as partes", contextualiza a artista.

Com curadoria de Paulo Manoel Lenz Cesar Protasio e consultoria do geógrafo André Alvarenga, Brasil no [centro di] Mappa traz tesouros da cartografia, come Carta Rogeriana, que marca o período de transição entre a fase em que o mediterrâneo era dominado por muçulmanos e a retomada por cristãos europeus, gli Mapa de Ebstorf, o maior mapa do período medieval que tem o Oriente no topo. Tem o corpo de Cristo em cruz como Rosa dos Ventos (indicando as direções norte, sul, leste e oeste). O mapa apresenta cenas bíblicas e tem Jerusalém no centro. A mostra também traz como destaque o Mapa Genovês della quale, com a forma de Arca de Noé, marca o fim do período medieval e entrada na Renascença. É dos primeiros a apontar a possibilidade de se chegar às Índias pelo contorno da África. Il Mapa de Johannes Scnitzer, um exemplar da redescoberta do livro Geographia de Ptolomeu (diretor da Biblioteca de Alexandria no século 2 D.C.), é outra preciosidade que a exposição irá ambientar. O livro de Ptolomeu era um guia de como se referenciar as localidades na terra pelos astros no céu e também um guia para a produção de projeções diferentes.

A exposição que entra em cartaz no CCBB RJ às vésperas do dia em que se comemora a descoberta do Brasil, presenta il Planisfério de Juan de la Cosa, o primeiro mapa a mostrar o continente americano. Seu criador viajou com Cristóvão Colombo. Destaca também o Mapa de Alberto Cantino, di 1502, o primeiro a mostrar o litoral brasileiro, chamada no mapa de Vera Cruz. O mapa feito pelo cartógrafo português foi contrabandeado por um pirata italiano. O espectador também irá conhecer o Mapa de Jerônimo Marini, di 1511, o primeiro a trazer o nome Brasil, gli Terra Brasilis, de Lopo Homem e Antonio de Holanda, di 1519, que mostra um delineamento completo da costa brasileira, apresenta a embocadura do Rio da Prata e representa os índios cortando madeira (pau-brasil), e muitas outras raridades.

A cartografia parece muito complexa e direcionada aos especialistas, mas isto é um forte engano. A exposição que fica no CCBB RJ até 30 de junho ratifica que seus referenciais são essenciais para praticamente todas as áreas. Dos mapas feitos à mão aos sistemas tecnológicos atuais, a necessidade de saber sobre cartografia é mais do que interessante, é necessário.

Fará também parte da programação da exposição Brasil no [centro di] Mappa um seminário de três dias sobre o rico tema.

INFORMAZIONI SU CCBB RJ

Il 2° opera il Centro Culturale Banco do Brasil Rio de Janeiro, 4Dal lunedì al sabato dalle 9:00 alle 21:00, la domenica dalle 9:00 alle 20:00 e chiude il martedì. L'ingresso del pubblico è consentito solo dietro presentazione di un certificato di vaccinazione contro il COVID-19. Non è necessario ritirare il biglietto per accedere all'edificio..

SERVIZIO:

Brasil no [centro di] Mappa

26 mapas eCartografia de Anna Bella Geiger” (um vídeo inédito, duas gravuras e uma caixa objeto da artista)

Esposizione: di 20 Aprile a 20 Giugno di 2022

CCBB-RIO – 4º andar

Ingresso libero

Não é necessário retirar ingresso

First Street Marzo, 66 – (21) 3808-2020

www.bb.com.br/cultura/ www.twitter.com/ccbb_rj/ www.facebook.com/ccbb.rj

CCBBs Rio: Giselle Sampaio: +55 021 38082346 / gisellesampaio@bb.com.br

Per ulteriori informazioni: ccbb.com.br/rio-de-janeiro .

ingresso: www.eventim.com.br

Lascia un Commento

Il tuo indirizzo email non verrà pubblicato.I campi obbligatori sono evidenziati *

*