Accueil / Art / Amazon en bref: L'oeuvre de Bruno Cecim, por Juliana Vannucchi
Photo de Bruno Cecim.
Photo de Bruno Cecim.

Amazon en bref: L'oeuvre de Bruno Cecim, por Juliana Vannucchi

Juliana Vannucchi est diplômé en Communication sociale, diplôme en philosophie et rédacteur en chef du site Collection philosophique.
Juliana Vannucchi est diplômé en Communication sociale, diplôme en philosophie et rédacteur en chef du site Collection philosophique.

Le photographe du Pará Bruno Cecim apporte dans ses bagages plus de vingt ans de métier et d'expérience. Dans ce vaste répertoire, accumuler des prix, realização de workshops, cursos ministrados e registros fotográficos de algumas das mais célebres figuras do país, comme Pelé, Gisele Bündchen, Lula e outros grandes nomes.

Actuellement, Cecim é uma referência nacional em cobertura fotográfica do Pará, com viés em questões ecológicas e na cultura de povos originários, tais como indigenistas, ribeirinhos e quilombolas. Por meio de sua fotografia, capta as exuberâncias únicas da fauna e da flora amazônicas e partilha com o público os detalhes encantadores da maior floresta tropical do mundo. Mas além disso, Bruno também busca retratar a realidade em sua crueza e expor problemas ambientais, políticos e sociais. Nesse âmbito, a câmera tem sido usada por ele como um verdadeiro artifício de revolução e conscientização e, avec ce, instigar as pessoas a debates, questionamentos e reflexões.

Bruno acredita que a photographie é uma arte poderosa e fundamental na vida de qualquer indivíduo. Em relação aos seus objetivos artísticos, commenté: “Através da fotografia, percebo o mundo e o que está ao meu redor. à travers elle, busco revelar o que está oculto, invisible. Pretendo mostrar coisas que vejo, sinto e percebo. Actuellement, morando na Amazônia, busco focar especialmente nessa realidade. comme un artiste, não posso me calar diante de fatos tão preocupantes que acontecem aqui, como preservação, direito dos povos e outras questões”.

Récemment, et arte fotográfica de Bruno Cecim ganhou notoriedade na Europa. O paraense teve obras expostas na Itália e na Espanha, além de ter sido convidado para expor numa galeria em Londres: "Je suis très heureux. É algo único, pois são as primeiras amostras internacionais das quais participo. O grito de alerta pela preservação da Amazônia está ecoando fora do país. Isso gera em mim uma sensação de dever cumprido. É gratificante. A Europa é o berço da arte, da fotografia e do cinema, então me sinto lisonjeado com essa oportunidade”.

Laisser une réponse

Votre adresse email ne sera pas publiéeLes champs requis sont surlignés *

*